Com participação do Sintaf, programa “Democracia no Ar” debate reforma administrativa

25

O diretor de Assuntos Funcionais e Jurídicos do Sintaf, Ivanildo França, participou, na manhã desta quarta-feira (6/10), do programa de rádio Democracia no Ar, do Movimento Democracia Participativa (MDP). O programa, apresentado por Esdras Gomes, também contou com a participação do professor Fábio Sobral (UFC), e teve como tema “Reforma Administrativa: Bolsonaro ameaça o estado brasileiro”. Durante a edição, os convidados discutiram sobre a PEC 32 e seus impactos para o serviço público.

Na oportunidade, Ivanildo França atentou para a mobilização nacional que ocorre em Brasília. “O Sintaf, como não poderia ser diferente, está sensível a essa necessidade, inclusive estamos com representantes em Brasília participando do movimento. Estamos integrados, a nível nacional, com as representações, tentando sensibilizar os parlamentares”, disse.

Ao tratar sobre as consequências da PEC 32 para a sociedade, o diretor deu um exemplo: “Lembro do caso de um servidor do Ibama que, cumprindo seu papel legal, fez uma autuação a um parlamentar à época, que estava fazendo pesca num local proibido. Esse parlamentar, ao ser guinado ao Executivo, exonerou o cargo de chefia desse servidor, que naturalmente não foi demitido porque tinha garantias. É um caso emblemático que devemos tomar como referência sobre a repercussão da reforma administrativa na sociedade. Precisamos estar atentos a estes riscos”, afirmou.

Em sua opinião, “a síntese da reforma administrativa é essa: uma forma de atender ao setor econômico e aos interesses políticos de alguns, que têm o interesse de ter toda uma massa de trabalhadores que possa manobrar de acordo com seu interesse político”.

Internautas acompanharam a transmissão pelo Youtube e deixaram questões para os entrevistados. Ao ser perguntado sobre a discussão em torno do aumento dos combustíveis e o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), o diretor ponderou: “Não devemos acreditar em soluções mágicas, principalmente para problemas complexos. Para a questão do preço do combustível, a solução mágica apresentada é a carga tributária do ICMS. A gente deve sair da crítica da carga para a efetividade do tributo, da arrecadação, porque isto é de responsabilidade de cada gestor que está gerindo o Estado. Então a nossa crítica tem que ser em relação à gestão dos tributos”.

Confira a edição do programa na íntegra: https://www.youtube.com/watch?v=dlzUYPKbwTM

Sobre o programa

O programa Democracia no Ar é uma iniciativa do Movimento Democracia Participativa (MDP) e faz o contraponto à mídia hegemônica, realizando a crítica política e difundindo as atividades dos movimentos sociais. Acompanhe pelo site www.atitudepopular.com.br, assista pelo facebook na página www.facebook.com/democraciaparticipativace ou no canal do Youtube: TV Atitude Popular.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here