Aprovada prestação de contas do Sintaf de 2019 e orçamento da entidade para 2021

103

Dirigentes e lideranças sindicais se reuniram na manhã desta terça-feira (15), na sede da Fundação Sintaf, para participar da Assembleia Geral Ordinária que analisou a prestação de contas do Sintaf referente ao exercício financeiro de 2019 e da reunião do Conselho Sindical que discutiu o orçamento apresentado pela Diretoria Colegiada para o exercício de 2021.

Na ocasião, o conselheiro fiscal Antônio Miranda apresentou o parecer do Conselho sobre a prestação de contas do Sintaf do exercício financeiro de 2019, análise desempenhada conjuntamente com os conselheiros Paulo Rossano, Ângelo de Araújo e Antonio Mesquita. “Observamos que a Diretoria vem ajustando cada vez mais os controles sobre as contas, deixando tudo muito bem organizado”, apontou Miranda.

Após a exposição do diretor de Organização, Lúcio Maia, que apresentou as demonstrações contábeis de 2019, Miranda fez a leitura do relatório do Conselho Fiscal com o parecer sem ressalvas. “Nossa opinião é a de que as demonstrações contábeis referidas representam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira do Sintaf em 31 de dezembro de 2019, de acordo com os princípios da contabilidade”, relatou Miranda.

O diretor administrativo-financeiro do Sintaf, Carlos Brasil, agradeceu ao Conselho Fiscal pelo seu empenho, que apesar do atual período de pandemia desempenhou com cuidado seus trabalhos, observando os prazos legais. Dessa forma, o parecer do Conselho Fiscal sobre o exercício financeiro do Sintaf em 2019 foi aprovado por unanimidade.

Em seguida, teve início a reunião extraordinária do Conselho Sindical, que avaliou a proposta orçamentária apresentada pela Diretoria Colegiada para o exercício financeiro de 2021. Mais uma vez, coube ao diretor Lúcio Maia esclarecer os presentes sobre as fontes e aplicações de recursos do Sintaf, ou seja, receitas previstas e despesas fixadas no valor total de R$ 4,3 milhões. Durante a apresentação, os filiados tiraram dúvidas e apresentaram sugestões.

O diretor de Assuntos Econômico-Tributários do Sintaf, Pedro Vieira, apontou a necessidade de reavaliar os fundos jurídico e de eventos do Sindicato, de forma a adequá-los aos ajustes necessários ao longo da execução do orçamento.

Ao final da reunião do Conselho Sindical, os presentes aprovaram a proposta orçamentária do Sintaf para 2021, reconhecendo que ela corresponde aos desafios da entidade para o próximo ano.

:: Para consultar o parecer do Conselho Fiscal referente ao exercício financeiro de 2019 e o orçamento do Sintaf para 2021, acesse a área restrita do site, reservada aos filiados: https://www.sintafce.org.br/area-restrita/

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here