Vídeo-documentário “Desencantando Bárbara” será exibido na comunidade de Itaguá

696

Nesta sexta-feira, 7 de outubro, às 19h, na praça da comunidade de Itaguá, distrito de Campos Sales, será lançado o vídeo-documentário do projeto “Desencantando Bárbara”, que homenageia uma das figuras mais importantes da Revolução Pernambucana e da Confederação do Equador: Bárbara Pereira de Alencar.

É na comunidade de Itaguá que se encontram os restos mortais da heroína. O evento é realizado em parceria pela Fundação Sintaf, a Estação de Cultura Ecopedagógica e o Sindicato dos Fazendários do Ceará (Sintaf).

Assista ao trailer

Sobre o projeto

O projeto foi lançado no último dia 28 de agosto, em que se recordou o aniversário de 190 anos da morte de Bárbara de Alencar. Na ocasião, o mercado da comunidade de Itaguá contou com apresentação de fantoches, contos sobre a vida de Bárbara de Alencar e uma oficina de pinturas sobre o tema “Paixão, vida e morte de Bárbara”, voltado às crianças da comunidade. Houve em média um total de 40 telas pintadas no evento. “Com elas seguimos em cortejo, ladeira acima, a fim de acordar Bárbara de um sono secular, no jazigo da capela. Assim, ela desencantou-se!”, relata Luiz Carlos Diógenes, coordenador Regional Adjunto do Sintaf no Cariri.

Além da exibição do vídeo-documentário “Desencantando Bárbara”, o projeto também visa despertar a comunidade a lutar por um memorial ou museu local.

Bárbara, a heroína

Bárbara de Alencar, nativa de Exu, se mudou bem jovem para trabalhar como comerciante na cidade do Crato. Foi considerada a primeira prisioneira política por ter sido uma das lideranças na Revolução de Pernambuco em 1817 e lutava pela separação do Brasil de Portugal. Foi presa e torturada na Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção. Mesmo assim, não deixou a luta, chegando a participar da Confederação do Equador (1824). Bárbara é mãe dos também revolucionários José Martiniano Pereira de Alencar e Tristão Gonçalves, e avó do escritor José de Alencar.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here