Reunião do Conselho Curador conta com presenças da Secretária da Fazenda e Promotora de Justiça

88

O Conselho Curador da Fundação Sintaf se reuniu na última sexta-feira (17/12) para a 5ª reunião ordinária da gestão, que se iniciou em agosto de 2021. A reunião – primeira no formato presencial – contou com a participação da secretária da Fazenda, Fernanda Pacobahyba, e da promotora de Justiça do Ministério Público do Ceará (MP-CE), Rita Arruda d’Alva Martins Rodrigues, além do diretor de Organização do Sintaf, Carlos Brasil, da presidente da AAFEC, Elenilda dos Santos, e da presidente da Cafaz Saúde, Ivany Araújo.

A secretária da Fazenda, Fernanda Pacobahyba, traçou em linhas gerais as possibilidades para a continuidade da parceria entre a Sefaz e a Fundação Sintaf, no sentido de atingir os objetivos das duas instituições na transformação da sociedade. Em sua fala, a promotora de Justiça Rita Arruda, responsável pela área de fundações e entidades do terceiro setor, deu orientações a todo o Conselho Curador, Conselho Fiscal e a Diretoria para que a Fundação se aperfeiçoe cada vez mais.

“Esperamos que em 2022 todos nós consigamos superar esse desafio que tivemos ao longo de 2020 e em 2021, com perdas humanas e impedimentos naturais de todas as atividades. O próximo ano será de retomada não só dos aspectos normais da nossa vida cotidiana, mas também da área de atuação da Fundação Sintaf, no intuito de prestar excelentes serviços à população”, destacou o presidente do Conselho Curador da Fundação Sintaf, Carlos Eduardo Marino.

Impacto na vida das pessoas

Na visão da Secretária da Fazenda, o Sindicato tem o viés da luta corporativa, no intuito de defender a classe fazendária, e a Fundação vem com a missão de alcançar outros objetivos, além das batalhas corporativas. “Com isso, a gente ganha em suavidade, legitimidade social, participação democrática e impacto na vida das pessoas. Isso é extremamente importante para a classe fazendária. As fundações vêm trazer um outro propósito dentro das instituições, e vejo que a Fundação Sintaf carrega, em si, possibilidades imensas”, pontuou.

Objetivo é caminhar juntos

Além de orientar o Conselho Curador para correção de rumos, a promotora de Justiça Rita Arruda destacou o empenho da atual gestão com todo o processo de organização registral da entidade. “A ideia é que caminhemos juntos; é um olhar mais cuidadoso. Mas às vezes é necessária uma atitude mais firme, de orientar e advertir”, explicou.

Conforme destacou a Promotora, sem o Terceiro Setor o Estado não anda. “Conheço vários projetos que fazem a diferença. A força de vocês é muito grande, com a possibilidade de agregar, serem vistos. Há o conhecimento que vocês carregam. Sinto-me orgulhosa e honrada de estar aqui. Nosso papel é dialogar e ajudar; estaremos sempre abertos”, assegurou.

Sentimento de dever cumprido

Liduíno de Brito, diretor-geral da Fundação Sintaf, conta que a aproximação com o Ministério Público foi fundamental no início da atual gestão, em agosto, no sentido de adequar a entidade a todas as conformidades exigidas. “Nas conversas que tive, senti a necessidade de aproximar o Ministério Público ao Conselho Curador, para observarmos se estamos no caminho certo e corrigirmos rumos. Por isso convidamos a Promotora de Justiça, as lideranças fazendárias e a Secretária da Fazenda. Atingimos o nosso objetivo. O sentimento é de missão cumprida por este ano”, comemora Liduíno.

Coral dos Fazendários marca presença

Na abertura da reunião, o antigo Coral da Sefaz, agora denominado Coral dos Fazendários, apresentou-se com canções natalinas. Na ocasião, uma das integrantes do Coral, a fazendária aposentada Sandra Valda, agradeceu o patrocínio da Fundação Sintaf e do Sindicato, além do apoio da Sefaz, por liberar os funcionários para as atividades. “É muito importante essa parceria. O Coral é a alma da Sefaz, é seu lado mais humano. Passamos por muitos momentos difíceis, mas sempre lutamos. A marca registrada da nossa instituição é a luta mesmo; é lutar por tudo o que se acredita. Que a gente nunca desista dos nossos sonhos”, enfatizou Sandra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here