Novembro Azul: Cuidar de si também é coisa de homem

62

O Novembro Azul teve origem em 2003, na Austrália, com o objetivo de chamar a atenção para a prevenção e o diagnóstico precoce de doenças que atingem a população masculina. As celebrações em torno do tema visam divulgar ações importantes para que o homem cuide da sua saúde, inclusive em relação ao câncer de próstata. A Cafaz Saúde, que realiza ações de prevenção o ano inteiro, também reforça, no Novembro Azul, a importância de evitar o câncer de próstata e suas complicações.

Câncer de próstata é o mais comum

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Em valores absolutos, é o sexto tipo mais comum no mundo e o mais prevalente em homens, representando cerca de 10% do total de cânceres.

Mais do que qualquer outro tipo, é considerado um câncer da terceira idade, já que cerca de três quartos dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. O aumento observado nas taxas de incidência no Brasil pode ser parcialmente justificado pela evolução dos métodos diagnósticos (exames), pela melhoria na qualidade dos sistemas de informação do país e pelo aumento na expectava de vida.

Na fase inicial do câncer, muitos pacientes não apresentam nenhum sintoma ou, quando apresentam, são semelhantes aos do crescimento benigno da próstata (dificuldade de urinar, necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou a noite). Na fase avançada, pode provocar dor óssea, sintomas urinários ou, quando mais grave, infecção generalizada ou insuficiência renal.

Prevenção é o melhor remédio

Na Cafaz Saúde, por exemplo, os beneficiários que possuem histórico de enfermidades relacionadas ao perfil desenhado recebem, primeiramente, o convite por telefone para aderir à campanha de prevenção ao câncer de próstata. Após o aceite, respondem a um questionário, a fim de traçar seu perfil mais especificamente; depois são submetidos a exames médicos e consulta médica.

Bons hábitos também contribuem para a redução dos riscos. Já está comprovado que uma dieta rica em frutas, verduras, legumes, grãos e cereais integrais, e com menos gordura, principalmente as de origem animal, ajuda a diminuir o risco de câncer, como também de outras doenças crônicas não transmissíveis. Outros hábitos saudáveis também são recomendados, como fazer, no mínimo, 30 minutos diários de atividade física, manter o peso adequado à altura, diminuir o consumo de álcool e não fumar.

Atenção aos fatores de risco

A idade é um fator de risco importante para o câncer de próstata, uma vez que tanto a incidência como a mortalidade aumentam significativamente após os 50 anos.

Pai ou irmão com câncer de próstata antes dos 60 anos pode aumentar o risco de se ter a doença de 3 a 10 vezes comparado à população em geral, podendo refletir tanto fatores genéticos (hereditários) quanto hábitos alimentares ou estilo de vida de risco de algumas famílias.

Fonte: Sintaf Ceará, com informações da Cafaz Saúde

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here