Artigo: “Prêmio Sintaf de Jornalismo”, por Nilson Fernandes

174

Conhecimento e cultura são fundamentais para a evolução da sociedade. Aumentam o repertório de soluções e esperanças, fazem circular ideias e acentuam possibilidades de mudanças para um mundo melhor.

No Ceará, existe um lugar de pessoas dispostas a contribuir para um Estado mais digno, devolvendo à sociedade o fruto de seu aprimoramento nos estudos, enquanto labutam. Esses profissionais – dentre eles, muitos mestres e doutores -, desempenham papel relevante na manutenção do Estado. Parte essencial da Secretaria da Fazenda, extrapolam os fazeres básicos de arrecadar tributos e fiscalizar sua correta aplicação. São os servidores fazendários.

Por meio da Fundação Sintaf, por exemplo, promovem o aperfeiçoamento profissional dos diversos agentes sociais, em direção ao desenvolvimento intelectual e humano da nossa gente. Refiro-me, entre outros, ao amparo aos municípios, por sua sustentabilidade, em meio à escassez de oportunidades. Falamos de transformação positiva, de ampliação de consciências, de respeito aos irmãos da Terra de Jáder e de Gilmar de Carvalho.

Nessa perspectiva, estamos lançando o Prêmio Sintaf de Jornalismo, com o objetivo de valorizar e reconhecer trabalhos produzidos por profissionais da imprensa local na divulgação da atuação dos fazendários, estimulando os veículos de comunicação a ampliarem o olhar sobre o servidor da Sefaz em suas múltiplas atividades. Que os profissionais das mídias convencional e eletrônica mostrem com responsabilidade quem somos e o que somos capazes de fazer por um Ceará mais feliz.

Serão aceitos somente trabalhos jornalísticos na temática “O presente e o futuro do Fisco Estadual Cearense”, com abordagens sobre Arrecadação, Política Tributária, Transparência Fiscal, Educação Fiscal, Cidadania, Tributação e Pobreza, Tributação e Educação, Tributação e Ecologia, Tributação e Cultura, Infraestrutura da Fiscalização, Fortalecimento da Carreira Fazendária e Justiça Fiscal.

Em meio a tantas inverdades, moda funesta desses tempos, é importante que o Jornalismo comprometido com a verdade assuma a postura fundamental de ferramenta de evolução da sociedade. A palavra é transformadora do mundo. Mãos à obra.

*Nilson Fernandes, diretor de Comunicação do Sindicato dos Fazendários do Ceará (Sintaf)

Fonte: Jornal O POVO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here