Mobilização: Fazendários são convocados para a Assembleia Geral do próximo dia 27

99



 


 


A Diretoria Colegiada do Sintaf iniciou nesta quarta-feira (22/5), a mobilização da categoria para a Assembleia Geral Extraordinária (AGE) convocada para a próxima segunda-feira, dia 27, a partir das 8h30, no auditório da Sefaz. Nas reuniões com os fazendários, os diretores esclareceram dúvidas relacionadas aos projetos de incorporação do piso do PDF e do adicional de produtividade. Os detalhes, no entanto, só serão divulgados na AGE, que irá deliberar sobre as margens de negociação das propostas. Outras questões abordadas foram o processo de reestruturação da Sefaz, concurso público para todos os cargos e reforma da Previdência.


 


Sobre o projeto de incorporação de 100% do valor do piso de PDF do servidor ativo para todos os fazendários, o diretor de Organização, Lúcio Maia, explicou que o objetivo é aprovar o projeto de lei em junho, com efeitos financeiros em janeiro de 2021 e janeiro de 2022. Já o adicional de PDF visa compensar o adiamento dos efeitos financeiros do teto remuneratório. “Os dois projetos foram negociados com a Administração Fazendária, mas falta finalizar a negociação com o Governador. Por isso é fundamental a mobilização e a união da categoria”, destacou Lúcio Maia.


 


Os diretores reforçaram que a secretária da Fazenda, Fernanda Pacobahyba, se comprometeu a marcar a audiência com o Governador, informando a data antes da Assembleia. “Se a gente não pressionar, essa audiência não sairá. A Assembleia lotada pressiona a Sefaz e o governo”, enfatizou o diretor de Comunicação, Mauro Bastos. “O importante é resolver o problema dentro da gestão Camilo Santana”, completou.


 


Concurso público


 


A Diretoria ressaltou que, na última reunião com a Secretária da Fazenda, esta informou que o edital para o concurso público na Sefaz só será publicado no próximo ano. “Cem vagas é pouco diante da quantidade de servidores que se aposentaram. Foram onze anos sem concurso”, reconheceu o diretor Lúcio Maia.


 


Reforma da previdência 


 


A paralisação nacional contra a Reforma da Previdência, marcada para o dia 14 de junho, também compõe a pauta da AGE. Nas mobilizações, os diretores estão distribuindo a cartilha “Você quer se aposentar de forma digna?”, com os pontos da reforma que mais prejudicam a classe trabalhadora. “Não é reforma, é o fim da previdência pública. Com essa proposta, todos irão perder, inclusive os mais humildes, que serão os mais prejudicados”, enfatizou Lúcio. “Todos saem perdendo, inclusive os servidores públicos. Somente o povo na rua será capaz de barrar esse projeto tão nefasto”, assegurou.


 


Reajuste salarial


 


Nas reuniões, os diretores informaram ainda sobre a reunião da Mesa Estadual de Negociação Permanente (MENP Central) que ocorreria nesta quinta-feira (23/5), cuja pauta é o reajuste salarial dos servidores públicos estaduais. Ontem à noite, no entanto, a reunião foi desmarcada pelo governo e reagendada para o dia 30 de maio, no Palácio da Abolição. A reivindicação do Fórum Unificado das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos Estaduais (Fuaspec) é 20,64%, referente à defasagem somente do governo Camilo Santana. O índice foi obtido através de estudo técnico do Sintaf, que compõe a coordenação do Fórum.


 


Unidades percorridas


 


Na quarta-feira (22/5), os diretores mobilizaram a Cexat Centro, CEMAS, COATE, CEDEP, Cesinf, Plantão Tributário, Cexat Barra do Ceará, Cexat Maracanú e Cexat Caucaia. No dia e hoje, as visitas ocorrerão em Água Fria, CESUT, Mucuripe, Aeroporto, Cefit e Parangaba. Acompanhe os registros nos stories do Intagram (@sintaf_ce), na fanpage do Sintaf no Facebook e na galeria de fotos do site.