Ceará tem crescimento de 102% em novas empresas

77

Devido a volta gradual das atividades comerciais no Estado, o mês de maio deste ano apresentou um balanço de 8.455 novas empresas, segundo dados disponibilizados pela Junta Comercial do Estado Ceará (Jucec). Esse número é duas vezes maior do que o registrado no mesmo período de 2020, quando foram abertas 4.182. Mesmo com a recuperação gradativa da economia estadual, após uma série de agravantes econômicos por conta da pandemia, a diferença entre os dois meses é de 102% a mais no cadastro de recém negócios.

FOTO NÍVEA UCHOA / GOVERNO DO ESTADO

Um dos principais motivos para o crescimento do número de novas empresas é a aceleração de indivíduos vacinados no Estado, até o final de maio foram contabilizadas 2.756.358 pessoas. Por conta desse avanço, diversos estabelecimentos puderam reabrir suas portas e aumentar seus lucros. Com a reabertura se potencializou a vontade dos empreendedores em abrir um pequeno negócio. Em totalidade, os Microempreendedores Individuais (MEI) representam 82% do total de requerimentos de abertura, o que demonstra uma maior parte das empresas registradas em maio.

O setor que apresentou o crescimento mais acentuado foi o de serviços com um total de 4.500 novos estabelecimentos. O segmento é seguido pelos setores de comércio e indústria com 3.086 e 869, respectivamente. De acordo com a presidente da Jucec, Carolina Monteiro, esses números são ocasionados por conta da reabertura econômica do Estado, que está acontecendo de forma gradual e responsável pelo Governo do Ceará em junção com as políticas de simplificação oferecidas pela Jucec.

Carolina ainda ressalta que a tendência é de crescimento dos números em 2021, principalmente, por conta da vacinação em massa. Em complemento, o vice-presidente da Jucec, Caio Rodrigues, afirma que os resultados positivos também ocorreram devido à facilitação no processo de abertura de empresas ao convertê-lo ao sistema digital e tornando-o mais seguro, integrado e dinâmico.

Comparativo
Em relação ao número total de empresas abertas em 2021 no Estado, os resultados apresentados também são positivos. Em comparação com os primeiros cinco meses de 2020, foram abertas 45.686 empresas contra 31.694 do mesmo período do ano passado. Mesmo equiparado com 2019, ano que não foi abalado pelos efeitos da pandemia, os números ainda são maiores, já que o valor foi de 33.852 novas empresas.

Somente no mês de maio, o número contabilizado de empresas fechadas foi de 2.735. Em comparação com o mesmo mês de 2020 e 2019, foram 1.460 e 2.877 encerramentos, nesta ordem. Apesar da alta, em detrimento de 2020, ao calcular o saldo entre aberturas e fechamentos, os números de 2021 são maiores que dos anos anteriores. O saldo apresentado esse ano foi de 5.720, em 2020 de 2.722 e 2019, 4.093.

Contudo, em relação aos fechamentos do mesmo momento em anos diferentes, o total é maior em 2021 com 14.638 encerramentos, seguidos de 11.217 e 13.360 em 2020 e 2019, respectivamente.

O Estado

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here