Atividade econômica não deixou de funcionar no CE, diz governo

85

Em avaliação ao novo decreto estadual, no Ceará, que limita o horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais de serviços não essenciais, o secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), Maia Junior, diz que nenhuma atividade econômica fechou. De acordo com o secretário, todas as decisões do governo se baseiam nas informações do Comitê de Saúde, como número de internações, ocupação de leitos em UTI e óbitos. “Todos nós, cearenses, precisamos entender as restrições necessárias, ter a responsabilidade e fazermos esforço para cumprir o isolamento social”, destacou. Na avaliação de Maia Junior, em 2020, a restrição foi maior entre março e agosto, quando apenas 25% da economia entrou em lockdown. “Tivemos perdas e muitas pressões, mas aprendemos e fizemos uma retomada que possibilitou, inclusive, a recuperação de empregos perdidos, terminando o ano com saldo positivo de empregos com carteira assinada e saldo de empresas abertas em relação a 2019, ano em que não havia pandemia”, afirma. Ainda de acordo com o secretário, as restrições permanecerão até domingo (28). “São mínimas, mas importantes. O processo de vacinação foi iniciado, mas, infelizmente, dependemos do Governo Federal. Estamos ampliando número de leitos, garantindo suprimentos aos doentes e, enquanto isso, é importante que cada cearense faça a sua parte”, finalizou o secretário da Sedet.

O Estado

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here