Trânsito de Mercadorias é tema de reunião com Secretária da Fazenda

254


 




Na última sexta-feira (16/8), a atividade do Trânsito de Mercadorias foi tema de reunião entre um grupo de servidores da área, com a participação de diretores do Sintaf, e a secretária da Fazenda, Fernanda Pacobahyba. O objetivo da reunião, que ocorreu pela manhã na sede da Sefaz, foi debater os principais problemas identificados pelos fazendários no exercício de suas funções. 


 


Os servidores, que já haviam procurado o Sintaf para debater as questões, formaram um grupo de trabalho que se reuniu previamente com a Diretoria Colegiada e, num momento seguinte, com o coordenador da Fiscalização de Mercadorias em Trânsito da Sefaz, Pedro Júnior. No encontro com a Secretária, os fazendários expuseram, dentre outros pontos, questões relativas ao fechamento de unidades, condições de trabalho, gratificação de interiorização e as recentes alterações na chefia do Trânsito.


 


Eles também criticaram o fato do Centro de Informações e Operações Fiscais (CIOF) ainda não ter iniciado suas atividades. “Esse centro de operações compõe um dos projetos estratégicos da Sefaz. Conforme as informações que tivemos, ele terá cruzamento de dados, videomonitoramento de estradas, rastreamento de veículos, dentre outras inovações que visam dar uma nova feição ao trânsito. Será uma quebra de paradigmas”, explica o diretor de Assuntos Administrativos e Financeiros do Sintaf, Carlos Brasil. “Na nossa avaliação, a demora na implantação do CIOF, aliada ao fechamento de dois postos fiscais (Caucaia e Itaitinga) e a ausência de um plano alternativo para a continuidade das ações fiscais está trazendo prejuízos à arrecadação”, completa o fazendário Flaviano Mariano, que compõe o grupo de trabalho do Trânsito.


 


Por sua vez, a secretária Fernanda Pacobahyba afirmou que o CIOF continuará sendo prioridade zero, o que em parte tranquilizou os servidores. Informou, ainda, que o projeto sofrerá alterações e não será mais implantado nos termos pensados pela empresa que prestou consultoria para a Sefaz inicialmente; o mesmo terá continuidade com uma nova consultoria, possivelmente da Universidade Federal do Ceará (UFC). 


 


Gratificação de Interiorização


 


Outro pleito do grupo de trabalho do Trânsito é a revisão da Gratificação de Interiorização. Na avaliação dos servidores, outras unidades fazendárias teriam direito ao benefício. Além disso, haveria distorção de valores entre as unidades. A Secretária informou que a gratificação será concedida de acordo com nove parâmetros, onde estariam sendo contemplados outros indicadores que não apenas a distância de Fortaleza. Dessa forma, critérios e valores serão revistos.


 


Jornada dos terceirizados


 


Os fazendários também expuseram as mudanças no regime de trabalho dos terceirizados. A Secretária informou que estaria adequando os plantões dos trabalhadores à escala 12 x 36, comprometendo-se a solucionar a questão dos deslocamentos dos terceirizados aos seus locais de trabalho.


 


Workshop sobre o Trânsito


 


Diante do processo de reestruturação da Sefaz, a Diretoria Colegiada realizará workshops sobre as diversas áreas da Administração Fazendária, a começar pelo Trânsito de Mercadorias e Auditoria, até contemplar as atividades-meio e as Finanças. O intuito é levantar problemas e apontar soluções de forma participativa, o que será formatado e apresentado em seminário, além de ser entregue formalmente à Administração Fazendária. 


 


“O Sintaf espera ser ouvido antes da tomada de decisão sobre as principais questões que envolvem o Trânsito, no intuito de ajudar e conciliar, evitando embates desnecessários e contribuindo para a construção de uma Fazenda mais eficiente, que garanta boas condições de trabalho para seus servidores”, enfatiza o diretor Carlos Brasil.