Sonegação fiscal: saiba como evitar em sua empresa

342

Muitas vezes, a sonegação fiscal pode acontecer até por desconhecimento. Saiba como evitar!

Sonegação fiscal é um problema tão sério quanto comum no Brasil. Se você pensa em grandes criminosos quando falamos no assunto, pense de novo. Um grande número de empresários brasileiros adota essa prática ilegal atualmente. Porém, muita gente pode acabar realizando sonegação fiscal sem saber, simplesmente por não estar de acordo com a lei, podendo acarretar problemas bem sérios. Então, para saber como evitar sonegação de impostos em sua empresa, confira a seguir.

O que é sonegação fiscal e como evitar este crime.

Dessa forma, seja por desconhecimento ou até mesmo por má-fé, muitos empreendedores acabam cometendo infrações que se enquadram como crimes fiscais graves. Sabe-se que o sistema tributário brasileiro é complexo e burocrático. Contudo, muitos usam isso de desculpa para sonegar impostos e infringir a lei. Por isso, saber o que é ou não permite, é muito importante.

Assim, o primeiro ponto a ser dito é que sonegar impostos significa esconder informações do governo. Quando falamos em tributos, a sonegação acontece quando a empresa omite dos órgãos fiscalizadores informações sobre rendimentos ou atividades econômicas. Em geral, o objetivo é pagar menos no Imposto de Renda.

Mas sonegar é crime, previsto por lei, e pode render prisão por um período de 6 meses a até 2 anos, além de multa de duas a cinco vezes o valor sonegado. Portanto, entre algumas práticas que são enquadradas como sonegação fiscal, e que devem ser emitidas, são:

  • Prestações de declarações fiscais falsas;
  • Omissão de informações necessárias ao Fisco;
  • Alterar e fraudar livros fiscais;
  • Aumentar despesas para obter redução de impostos, entre outras.

Por fim, se você tem dúvidas se sua empresa está totalmente de acordo com a lei, o caminho mais fácil é contratar um contador ou profissional da área para verificar suas finanças, além de estar sempre em dia com seu Imposto de Renda, seja pessoa física ou jurídica.

Fonte: Seu Crédito

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here