Setor produtivo teme mortalidade de empresas

192

Empresários lembram que a maioria das empresas brasileiras já estavam sofrendo antes da suspensão de atividades em decorrência do coronavírus

Com a certeza de que o Ceará chegará a mais de 60 dias com algumas atividades empresariais suspensas, o setor produtivo teme a possibilidade de um número cada vez maior de empresas não voltar a funcionar quando o isolamento social acabar.

SAIBA MAIS

O vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), André Montenegro, lembra que a maioria das empresas brasileiras já estavam sofrendo antes da suspensão de atividades em decorrência do coronavírus. “Muitas empresas não vão sobreviver. Trabalham de dia para comer à noite”, diz.

“E, infelizmente, as nossas obrigações vão continuar vindo, obrigações tributárias e com os nossos trabalhadores. O Governo Federal socorreu com a possibilidade de reduzir a carga horária e suspender contratos, mas é paliativo, 60 dias é muito tempo e a gente teme que algumas empresas realmente não voltem”, detalha.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Fortaleza (CDL Fortaleza), Assis Cavalcante, também reforça que os empresários continuam arcando “com compromissos e vencimentos” e cobra dos bancos operações com taxas de juros interessantes que ajudem os negócios a manter a saúde financeira.

“É isso que os meus associados cobram. O Banco do Nordeste tem operação com juros de 0,25% ao mês, mas por que os outros bancos também não fazem essa função social?”, diz.

Já Flávio Saboya, presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Ceará (Faec), lembra que, com a determinação para impedir o funcionamento das feiras, os pequenos produtores de produtos perecíveis são fortemente afetados.

“Nós, que representamos os setores econômicos, estamos preocupados porque vamos esperar mais 15 dias. É compreensível quando se analisam os números, mas é um dilema muito grande para o Governo do Estado e também para nós, não existe solução perfeita para essa situação”, lamenta Saboya.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here