REFORMA DA PREVIDÊNCIA: Governo estuda sistema de pontos na transição

204


Modelo seria opcional e voltado para quem tem direito ao benefício por tempo de contribuição


Para reduzir a polêmica em torno da idade mínima dos que estão prestes a se aposentar, a equipe econômica do governo Jair Bolsonaro (PSL) estuda a criação de um novo sistema de pontuação para a regra de transição na reforma da Previdência.


Os parâmetros ainda estão em análise, mas basicamente seria uma versão do modelo atual conhecido como 85/95.


Pela proposta em análise, os homens teriam que atingir 110 pontos ao somar a idade com o tempo de contribuição.


Para as mulheres, inicialmente, o grupo de técnicos estipulou que soma deve chegar a 108 pontos. No entanto, já se avalia estipular um valor menor, talvez 106 pontos.


Haveria ainda um bônus de 10 ou 12 pontos. Os valores estão em análise.


O sistema de pontos em estudo deve impactar principalmente a aposentadoria por tempo de contribuição, segmento em que as pessoas conseguem o benefício precocemente —na avaliação dos especialistas na área.


A proposta feita na gestão de Michel Temer, que pode ser aproveitada, propõe 62 anos, para mulheres, e 65, para homens. Projeto elaborado pelo economista Armínio Fraga, ex-presidente do Banco Central, e pelo especialista em Previdência Paulo Tafner defende uma idade mínima única de 65 anos.


SINDIFISCO-SC | Via Folha de São Paulo


VER MATÉRIA COMPLETA AQUI: http://www.sindifisco.org.br/noticias/governo-estuda-sistema-de-pontos-na-transicao-da-reforma-da-previdencia