Queda na produção industrial foi a pior para setembro desde 2015, diz IBGE

410


A queda de 1,8% na produção industrial em setembro ante agosto foi o pior desempenho para o período desde 2015, quando a indústria encolheu 2,2%. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal – Produção Física, iniciada em 2002 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No mês anterior, a indústria vinha de uma queda de 0,7% ante julho.


Em julho ante junho, o recuo foi de 0,2%. Nos três meses consecutivos de perdas, a indústria acumulou uma queda de 2,7%. Essa frequência de meses com resultados negativos não acontecia desde o fim de 2015, observou André Macedo, gerente da Coordenação de Indústria do IBGE. E deixa claro essa redução de ritmo da produção”, afirmou Macedo.


Revisões


O IBGE revisou o crescimento da produção industrial em agosto ante julho, de -0,3% para -0,7%. A taxa de julho ante junho saiu de -0,1% para -0,2%. O resultado de bens de capital de agosto ante julho foi revisto de 5,3% para 5,5%. Na categoria de bens intermediários, a taxa de agosto ante julho foi revisada de -2,1% para -2,4%.


O desempenho de bens de consumo duráveis em agosto ante julho passou de 1,2% para estabilidade (0,0%). Já os bens de consumo semi e não duráveis em agosto ante julho foram revistos de -0,6% para -0,9%.


Agência Estado