Preços dos combustíveis devem se manter estáveis em 2019

174


Por Hugo Renan do Nascimento


 


De acordo com o especialista em petróleo e gás, Bruno Iughetti, a variação de preços neste ano deverá acompanhar as previsões para a inflação do País, indicadas pelo Boletim Focus, do Banco Central


As três últimas reduções do preço da gasolina nas refinarias brasileiras já podem ser sentidas nos postos de combustíveis do Ceará. De acordo com levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o valor do litro do produto caiu 3,28% em quatro semanas no Estado. Apesar das baixas, a tendência é de estabilização dos preços, impactando consequentemente nas bombas. Para 2019, a expectativa segue o fechamento da inflação anual, estimada em cerca de 4% pelo Boletim Focus do Banco Central.


“A tendência de uma maneira mais conservadora seria de estabilização dos preços. Eu, nas minhas análises, levo em consideração o preço da refinaria. Eu acredito que nós vamos ter um ano realmente bastante promissor em termos econômicos. Dependendo de fatores internacionais, internamente nós estaríamos com a tendência de preços conservadora. Acredito que nós vamos encerrar o ano com um aumento líquido nos combustíveis em linha com a inflação planejada que está em torno de 4”, avalia Bruno Iughetti, especialista em petróleo e gás.


Segundo Iughetti, a queda dos últimos dias está atrelada ao mercado exterior. “Esse é um bom sinal, uma vez que a tendências são reajustes mais espaçados e a continuação da tendência de queda no preço do petróleo cru no mercado internacional. Nós temos o efeito do dólar, que também apresentou recuo. Esses dois fatores, câmbio e petróleo cru, têm mostrado que os preços de refinaria tendem a cair”, observa. O especialista afirma ainda que a produção de petróleo no mercado internacional tem sido bastante elevada causando esse efeito de redução dos preços.