Material escolar pode variar até 983% em Fortaleza, conforme pesquisa do Procon

267


Material escolar pode variar até 983% em Fortaleza, conforme pesquisa divulgada pelo serviço de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon) Fortaleza, nesta segunda-feira, 14. Oito lojas e livrarias de varejo, situadas no Centro e Edson Queiroz, foram analisadas entre os dias sete e nove deste mês.


 


Dos 60 itens analisados pelo estudo do Procon, foi constatada uma variação de 983,33% no preço da mochila de costas tamanho G. Os valores vão de R$ 18,00 a R$ 195,00 reais. No entanto, para este tipo de produto, existem diversos modelos em oferta nas oito lojas e livrarias de varejo em que foi feita a pesquisa.


 


Os preços de mochilas de tamanho M, também de diversos modelos, podem ir de R$ 17,00 a R$ 117,80, uma variação de 592,94%. A pesquisa verificou ainda que outros produtos, como lápis, caneta, apontador (com ou sem coletor) e borracha, além de mochilas com carrinho podem variar até dez vezes entre estabelecimentos mais baratos e caros.


 


Preços abusivos


 


As escolas não podem exigir a compra de itens considerados abusivos, de acordo com a lei federal nº 12.886/13 e alerta do Procon Fortaleza. As denúncias contra cobranças abusivas no valor dos produtos podem ser feitas de forma anônima. Você pode denunciar pelo aplicativo do Procon Fortaleza e pela Central de Atendimento ao Consumidor, número 151.