Governadores anunciam 1ª compra coletiva do Consórcio Nordeste

217

A licitação para aquisição de medicamentos está em fase final e deve representar economia de 30% aos estados da região. Na primeira reunião após o derramamento de  óleo no litoral nordestino, outros temas foram tratados

O Consórcio Nordeste, ferramenta de gestão que reúne os nove estados da região, apresentou, ontem, em Recife (PE), a primeira ação prática: a compra conjunta de dez tipos de medicamentos com economia de aproximadamente 30%. Foi o primeiro encontro dos governadores após o desastre ambiental que atinge o litoral nordestino, com o derramamento de óleo nas praias. Além desses temas, outras agendas foram tratadas, como a universalização do saneamento básico, a destinação de resíduos sólidos e ações de integração entre os membros do colegiado.

A primeira licitação, realizada pelo consórcio após sete meses de criação, está em fase final. A aquisição coletiva gerou uma redução de R$ 48 milhões aos cofres dos governos estaduais. O valor global da aquisição de medicamentos que vão abastecer hospitais públicos da região seria de R$ 166 milhões, se cada estado adquirisse produtos de forma individual. Com o mecanismo, a quantia a ser empregada caiu para R$ 118 milhões.

A licitação será homologada até o próximo dia 15 de novembro. O resultado é o principal ponto da carta que os governadores nordestinos divulgaram no fim da tarde de ontem, após reunião no Palácio do Campo das Princesas, sede do Governo de Pernambuco.

Participam do encontro os governadores Paulo Câmara (PE), Renan Filho (AL), Camilo Santana (CE), Belivaldo Chagas (SE), João Azevedo (PB), Welington Dias (PI) e Fátima Bezerra (RN), além dos vice-governadores João Leão (BA) e Carlos Brandão (MA).

Desde a origem do consórcio, a ideia dos governadores nordestinos é se unir em torno de um projeto comum. Neste período, os mandatários da região – sete deles de partidos de esquerda – intensificaram agendas conjuntas, afinaram o discurso e tentam dar peso político à região onde vivem 55 milhões de brasileiros.

No fim de março, governadores das regiões Sul e Sudeste também anunciaram a criação do Consórcio de Integração Sul e Sudeste (Consud), com o objetivo de discutir pautas conjuntas entre as unidades da Federação com o maior Produto Interno Bruto (PIB). O Consud integra sete estados, que representam 70% da economia do País.

Carta

A Carta de Recife, distribuída na reunião, relacionou o que foi discutido pelos governadores. No Facebook, o cearense Camilo Santana registrou o encontro, ressaltando a união do Nordeste “em busca de mais desenvolvimento”.

“É uma agenda de trabalho em favor do Nordeste e, principalmente, em favor do Brasil. Este é o intuito dos governadores do Nordeste desde a constituição desse fórum, lá atrás, e estamos tendo a capacidade de ampliar essas discussões, de colocar sempre na pauta e buscar realmente alternativas para o desenvolvimento das regiões”, resumiu o anfitrião do encontro, Paulo Câmara.

 

FONTE: Diário do Nordeste | https://diariodonordeste.verdesmares.com.br/editorias/politica/governadores-anunciam-1-compra-coletiva-do-consorcio-nordeste-1.2171596

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here