Conselho Sindical avalia reunião com o Governador e inicia processo de mobilização

170



 


Diretores e delegados sindicais iniciarão hoje (20/8) processo de mobilização das unidades fazendárias, convocando os filiados para a Assembleia Geral Extraordinária (AGE) da próxima sexta-feira, dia 23 de agosto. Na reunião do Conselho Sindical, ocorrida ontem, as lideranças presentes avaliaram a negociação entre a Diretoria do Sintaf e o governador Camilo Santana no último dia 14, que abandonou as discussões sem sinalizar uma data para a implementação do projeto de incorporação do piso do PDF.


 


As lideranças sindicais criticaram a postura do Governador, que se irritou com os argumentos técnicos dos diretores do Sintaf. No entanto, avaliaram que é importante manter o canal de diálogo aberto, e decidiram iniciar as mobilizações para convocar a categoria para Assembleia Geral da próxima sexta-feira.


 


“Continuaremos defendendo a categoria com altivez e argumentos técnicos”, destacou o diretor Bira Fontenele. “Ao conhecer os fatos com mais detalhes, posso dizer que apoio integralmente a Diretoria. Assim como ela, quero o melhor para a categoria”, completou o delegado sindical Luiz José da Silva, da Cexat Barra do Ceará.


 


Reivindicação é viável


 


Na reunião do Conselho Sindical, delegados afirmaram que alguns servidores ainda não compreendem bem o projeto. A Diretoria explicou que o pleito é justo e legítimo, pois visa garantir, constitucionalmente, a remuneração dos fazendários, que se encontra sob questionamento jurídico. “O que está sendo negociado é a incorporação do piso do servidor ativo para todos os servidores fazendários, incluindo aposentados e pensionistas”, enfatizou o diretor de Organização do Sintaf, Lúcio Maia.


 


Dessa forma, o projeto do Sintaf – finalizado em conjunto com a Administração Fazendária e sua assessoria jurídica – prevê a incorporação de 100% do piso do PDF. No que se refere aos efeitos financeiros, 62% será em janeiro de 2021, após o início da vigência do teto remuneratório, e os outros 38% em janeiro de 2022. A segurança jurídica, no entanto, teria efeito imediato.


 


A Diretoria do Sintaf reforçou que a reivindicação da categoria é viável, pois o piso do PDF já faz parte do salário dos fazendários. “Nada do que está sendo pedido é injusto ou demais”, reconheceu o delegado sindical Carlos Venício, do P.F. do Jati.


 


Todos à Assembleia Geral


 


A Assembleia Geral desta sexta-feira (23) terá início às 8h30, em primeira convocação, ou às 9h, em segunda convocação, no auditório da Sefaz. Na pauta, incorporação do valor do piso do PDF do servidor ativo para todos os fazendários; adicional de PDF; reestruturação da Sefaz; e concurso público para todos os cargos da Secretaria.