Avianca fracassa em proposta de devolução amigável de aeronaves

392


Por Estadão Conteúdo


 


A companhia propôs entregar duas aeronaves por semana a partir de 15 de abril. O cronograma, segundo representante da Avianca, pretendia minimizar o impacto para os passageiros


A Avianca não conseguiu emplacar sua proposta de devolver amigavelmente as aeronaves aos arrendadores, feita em audiência pública realizada nesta quarta-feira (27), em São Paulo. Advogados dos arrendadores estão exigindo o pagamento de compromissos atrasados para fechar um acordo de devolução gradual de 19 aeronaves. O prazo vence nsta quinta-feira.


A Avianca propôs entregar duas aeronaves por semana a partir de 15 de abril. O cronograma, segundo representante da Avianca, pretendia minimizar o impacto para os passageiros.


 “Temos um inadimplemento confessado e com o consentimento dos arrendadoras. Existe um acordo para o pagamento até amanhã, cujo inadimplemento nos leva a voltar às varas cíveis para execução das ordens de reintegração de posse”, disse um dos advogados presentes.


Os arrendadores sinalizaram que a Avianca encurtasse o prazo de devolução das aeronaves. O juiz concordou que a empresa deveria ter se organizado para fazer a devolução sem ônus dos passageiros.


O juiz lembrou que sem um acordo, a assembleia de credores na sexta-feira pode ser prejudicada, já que não haverá um plano a ser apresentado.


A Azul, também presente, foi convocada a se manifestar para que os arrendadores ficassem cientes de sua posição face a questão.