8 de Março: Mais do que flores, elas merecem igualdade e respeito

210



 


Por mais que lancemos novos olhares ao 8 de Março, ele continua sendo lembrado como um dia de resistência, uma data para reivindicar igualdade de gênero e respeito às mulheres. Sua origem exalta a memória das 125 trabalhadoras que morreram carbonizadas em uma fábrica de Nova York, em março de 1911, e a luta das mulheres por melhores condições de trabalho. Naquela época, as jornadas para elas poderiam chegar a 16h por dia, seis dias por semana.


 


Atualmente a mulher continua lutando por igualdade de oportunidades na esfera profissional, ao ocupar cargos de maior destaque, mas não ser devidamente remunerada por isso. E ainda hoje a mulher luta pelo respeito à vida, enquanto assiste ao crescimento do feminicídio no Brasil. Os dados são alarmantes: em 2018, 462 mulheres foram assassinadas no Ceará; 114 delas tinham entre 10 e 19 anos. 


 


Neste Dia Internacional da Mulher, as mulheres merecem flores, homenagens e reconhecimento pelo papel fundamental que desempenham na sociedade. Mas não nos esqueçamos do caráter histórico desta data. Celebremos as mulheres que lutaram pelo voto feminino ao redor do mundo; as mulheres que romperam barreiras e ousaram ser as protagonistas de sua própria história; as  mulheres que venceram preconceitos e levantaram a voz, lutando e influenciando a sociedade de seu tempo.


 


Parabéns, fazendária, pelo Dia Internacional da Mulher!