Sintaf mobiliza unidades fazendárias da região do Apodi

97
Russas

Em mais uma etapa de mobilizações, diretores do Sintaf visitaram unidades da região do Apodi, no interior do Ceará, com o objetivo de debater sobre as lutas da categoria, reafirmar as últimas conquistas e acolher as reivindicações dos fazendários. Eles percorreram os núcleos de Aracati, Quixadá e Russas, além dos postos fiscais de Quixeré e Aracati.

O diretor de Aposentados em exercício do Sintaf, Stélio Girão, lamenta os problemas encontrados nas unidades visitadas. “Em termos de estrutura e pessoal, os núcleos visitados estão com uma precariedade inadmissível. Poucos funcionários, alguns locais praticamente inabitáveis, com infiltrações”, relata.

“De fato, um dos grandes problemas é a carência de servidores. No Nuat Aracati, encontramos apenas três fazendários; em Russas, somente seis colegas trabalhando, quatro aptos à aposentadoria. A região é grande, abrange todo vale do rio Jaguaribe. Os servidores falam da dificuldade em fazer diligencias e da grande quantidade de processos”, completa o diretor de Comunicação do Sintaf, Nilson Fernandes.

Segundo os dirigentes sindicais, a principal preocupação da categoria é com o futuro da Sefaz. “Que Administração é essa, que vem fechando unidades, reduzindo o número de servidores e diminuindo a presença do Fisco no Estado?”, questionou um dos fazendários. “Pouca fiscalização gera, nos contribuintes, a sensação de que não estão sendo acompanhados, e isso aumenta a sonegação”, argumentou outro. “Por mais que nos esforcemos, somos cada vez menos servidores”, lamentaram.

Problemas de infraestrutura persistem

No P.F. Quixeré, os diretores encontraram os alojamentos em péssimo estado. No local, três servidores dividem o mesmo quarto. Na frente do posto há um grande lamaçal, atrapalhando a manobra dos caminhões a serem vistoriados, e a fossa está estourada. “Essa unidade precisa de maior atenção da Administração Fazendária. É um posto que tem grande fluxo de mercadorias que vêm do Rio Grande do Norte em direção ao interior do Ceará”, destaca Nilson. “Outro problema, muito antigo, diz respeito à cozinheira do posto, que só trabalha durante a semana, ao contrário de outros postos fiscais. Este é um pleito dos fiscais, e ficamos de pautar o tema na próxima mesa setorial de negociação (MENP)”, explica Remo Moura, diretor de Relações Intersindicais do Sintaf.

No Posto Fiscal de Aracati, os diretores constataram algumas de melhorias, a exemplo do vidro da recepção que estava quebrado há muito tempo e foi substituído. Mas o quantitativo reduzido de servidores persiste.

Outra situação afeta os postos fiscais: a redução dos salários e dos vales-transporte dos terceirizados. Apesar do tema extrapolar a competência do Sintaf, os diretores levarão o problema ao conhecimento da Administração Fazendária.

Servidores valorizam a ação sindical

Os diretores tiveram uma excelente receptividade dos fazendários, que reconheceram o fato de que as melhorias na condição salarial, conquistadas a duras penas, são resultado da atuação do Sindicato. “As visitas foram um sucesso. Os colegas valorizam que o Sintaf vá até eles porque têm dificuldade de ir às assembleias”, afirma Remo.

“É gratificante ver que os colegas nos recebem de braços abertos e prestigiam o trabalho do Sindicato. Reconhecem que mesmo após a aposentadoria o Sintaf é imprescindível, pois estamos diante de inúmeras ameaças tanto contra colegas da ativa tanto contra aposentados. O trabalho do Sindicato não termina”, completa Stélio Girão.

O Sintaf dará continuidade às visitas periódicas às unidades fazendárias.

FALA, FAZENDÁRIO!

“É fundamental essa interação entre o Sindicato e seus filiados, para que tomem pé e consciência das lutas sindicais, e contribuam para que as metas do Sindicato – que também são nossas – sejam atingidas. O Sindicato somos todos nós. Os diretores apenas nos representam, mas o sindicalizado é que precisa apoiar o Sindicato das lutas. Se não lutamos, não vencemos. Todos devemos estar juntos nas lutas”.

Davi Barbalho, posto fiscal do Aracati

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here