Sefaz aprovou liberação de 62 mil pedidos para inscrições estaduais

61
A Secretaria da Fazenda do Ceará (Sefaz-CE) fechou 2020 com 62,5 mil pedidos de inscrição estadual liberados. Desses, cerca de 58 mil foram autorizados em até 72 horas. Isso significou mais agilidade e menos burocracia na abertura das empresas, dispensando a necessidade de deslocamento às unidades da Sefaz para ingresso no Cadastro Geral da Fazenda (CGF).

A secretária da Fazenda, Fernanda Pacobahyba, comemorou os resultados. Para ela, a inovação foi um ganho para os empreendedores cearenses. “A inscrição estadual virtual foi um golaço. Veio para facilitar a vida dos contribuintes. Hoje, o Ceará é o segundo estado mais ágil na concessão da inscrição estadual”, ressaltou.
A gestora da Sefaz destacou que o processo para abertura de empresas vai ficar ainda mais simplificado com o Programa CNPJ Único, ainda em fase de implantação, mas que promete revolucionar o ambiente de negócios no Estado. “Passaremos a adotar como inscrição estadual no Ceará o próprio CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica). Estamos correndo para avançar nesse projeto que tem o apoio da Receita Federal”, informou.
O titular da Coordenadoria de Atendimento e Execução da Sefaz, Raimundo Frutuoso Júnior, disse que o ano de 2020 foi muito proveitoso e que a pandemia acabou acelerando alguns projetos que estavam em estudo. “Um deles é o CNPJ Único. Foi editada uma portaria (nº 027/2021) que dá 60 dias para fazermos um planejamento estratégico para implementação dessa novidade”, disse Frutuoso Júnior.
Segundo o gestor, a parceria inovadora com a Receita Federal vai diminuir os custos de transação para as empresas e incentivar a instalação de novos negócios no Ceará. “Estamos trabalhando arduamente para que essa novidade seja alcançada rapidamente”, afirmou. (Ascom Sefaz)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here