Prévia da inflação de Fortaleza sobe 1,04% em março e é a 4ª maior do País

108

O índice ficou acima da média das regiões metropolitanas pesquisadas em todo o Brasil, de 0,93%. O resultado de Fortaleza foi o quarto maior do Brasil

O resultado foi o quarto maior entre as regiões metropolitanas do País, atrás do IPCA-15 observado em Belém (PA), com 1,49%; em Curitiba (PR), com 1,22% e em Belo Horizonte (MG), com 1,09%.

VEJA O RANKING:

  1. Belém: 1,49%
  2. Curitiba: 1,22%
  3. Belo Horizonte: 1,09%
  4. Fortaleza: 1,04%
  5. Porto Alegre: 1,00%
  6. Recife: 0,96%
  7. Brasil: 0,93%
  8. Salvador: 0,88%
  9. São Paulo: 0,67%
  10. Rio de Janeiro: 0,52%

Com a prévia de março, a inflação de Fortaleza acumula variação de 3% desde o início de 2021. A variação de 1,04% na prévia de março ficou acima da prévia de fevereiro deste ano (0,95%) e da prévia de março do ano passado (0,44%).

ALIMENTOS

No IPCA-15, as frutas e legumes representam as maiores altas entre os grupos, subgrupos, itens e subitens pesquisados. Em Fortaleza, o maracujá lidera o avanço, com variação de 34,74% na prévia de março. A manga apresentou alta de 23,82% e a cenoura subiu 23,15%. A cebola apresentou alta de 15,93% no período.

COMBUSTÍVEIS

Em seguida, aparecem os combustíveis. O óleo diesel aparece na quinta posição com alta de 10,64% e a gasolina subiu 9,62% no período. As variações levaram o subgrupo dos combustíveis a apresentar inflação de 9,55% no período.

ÁGUA E ESGOTO

O IBGE destaca que o reajuste da taxa de água e esgoto em Fortaleza a partir de 29 de janeiro contribuiu para a elevação do índice na prévia. O subitem que mede a inflação da taxa de água e esgoto apresentou elevação de 5,77% no período. A variação contribuiu para a inflação de 0,84% do grupo “Habitação”.

GRUPOS DE PRODUTOS E SERVIÇOS

Considerando apenas os grupos de produtos e serviços considerados para a apuração dos preços, apenas dois dos nove apresentaram variação negativa na prévia de março: vestuário (-0,23%) e comunicação (-0,25%). As variações mais expressivas foram observadas em transportes (3,33%) e artigos de residência 1,23%).

CÁLCULO

Para o cálculo da prévia da inflação, os preços foram coletados entre 12 de fevereiro a 15 de março de 2021 e comparados aos que estavam vigentes entre 15 de janeiro a 11 de fevereiro de 2021.

BRASIL

No País, o índice de 0,93% em março e ficou 0,45 ponto percentual (p.p.) acima da taxa de fevereiro (0,48%). Esse é o maior resultado para um mês de março desde 2015 (1,24%).

Em 12 meses, o IPCA-15 acumula alta de 5,52%, acima dos 4,57% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em março de 2020, a taxa foi de 0,02%.

Diário do Nordeste

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here