Petrobras corta preços de combustíveis para aviação e asfalto

96

Após anunciar uma nova redução no preço da gasolina, a Petrobras decidiu cortar também os preços do querosene de aviação (QAV), da gasolina de aviação e do asfalto a partir da próxima segunda-feira, 28.

Dessa forma, o preço do QAV será reduzido em 2,6%, enquanto o da gasolina usada pelas aeronaves de menor porte será cortado em 5,7%. O preço do asfalto, por sua vez, reduzirá 4,5%. É válido ressaltar que os preços da gasolina de aviação e do asfalto são definidos mensalmente por meio de fórmula contratual negociada com as distribuidoras dos produtos.

A decisão da estatal vem em meio a uma crise no setor aéreo caracterizada pela alta nos preços, que influenciam diretamente na quantidade de dinheiro que o consumidor final paga para comprar uma passagem de avião. Além disso, a escala de preços do asfalto é a razão por trás de pedidos de renegociação de contratos entre construtoras e o Poder Público.

No começo de julho, a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR), que representa companhias aéreas como a Gol e a Latam, voltou a solicitar uma revisão na política de preços da Petrobras, que tinha anunciado aumento de 3,9% no preço médio do querosene de aviação. A Petrobras, por sua vez, informou que os cortes serão feitos em preços praticados pelas refinarias, que vendem os produtos para distribuidoras, responsáveis por postos de abastecimento em aeroportos ou pela venda do asfalto aos consumidores finais. “Importante ressaltar que o mercado brasileiro é aberto à livre concorrência, e não existem restrições legais, regulatórias ou logísticas para que outras empresas atuem como produtores ou importadores de QAV, asfalto e gasolina de aviação”, afirmou a estatal.

Assim como no caso da redução da gasolina, a empresa defendeu estar buscando o equilíbrio com os preços do mercado internacional. “Desse modo, o método de precificação busca o equilíbrio com o mercado e acompanha as variações do valor do produto e da taxa de câmbio, para cima e para baixo, mitigando a volatilidade diária das cotações internacionais e do câmbio”, pontuou a Petrobras.

Fonte: O Estado CE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here