Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras


Saiu na Imprensa

  11/07/2019   

Rodrigo Maia protagoniza aprovação de reforma da Previdência

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou ontem, por 379 votos a 131, o texto-base da reforma da Previdência — eram necessários 308. A vitória folgada da proposta, apresentada pelo governo de Jair Bolsonaro (PSL) ainda em fevereiro, foi capitaneada pelo presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

A medida, que contou com apoio de metade da bancada cearense, segue em análise na Câmara. A Casa vota hoje cerca de 20 destaques à Proposta de Emenda Constitucional (PEC) antes de submetê-la à apreciação em segundo turno. Só depois de aprovada em nova rodada é que a medida é encaminhada ao Senado, onde precisa obter 49 votos (de 81) para ter sucesso.

A versão do texto aprovada ontem prevê cerca de R$ 900 bilhões de economia em uma década, patamar abaixo do estabelecido como meta pelo ministro Paulo Guedes (Economia), que era de R$ 1,2 trilhão em dez anos.

Antes mesmo da divulgação do resultado da votação, Maia fez discurso repleto de simbologia e de mensagens, algumas enviadas ao Executivo. Emocionado, disse que o papel da Câmara "é recuperar a força do Congresso Nacional, porque estamos fortalecendo a nossa democracia".

O demista afirmou ainda que "não haverá investimento privado se nós não tivermos uma democracia forte" e que o "investidor de longo prazo não investe em país que ataca as instituições". E, dirigindo-se ao líder do governo, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), declarou: "Nós vamos precisar construir, daqui para a frente, uma relação diferente, em que o diálogo e o respeito prevaleçam em relação a qualquer tipo de ataque".

Pelas redes sociais, Bolsonaro festejou a aprovação da PEC, que é ponto crucial da agenda econômica do Planalto. No Twitter, o pesselista escreveu: "Cumprimento a Câmara dos Deputados, na pessoa do seu presidente Rodrigo Maia, pela aprovação, em 1° turno (379x131), da PEC da Nova Previdência". Em seguida, disse que o "Brasil está cada vez mais próximo de entrar no caminho do emprego e da prosperidade".

Ainda que o Governo tenha sido determinante no resultado ao liberar recursos de emendas parlamentares nas vésperas da votação (mais de R$ 1 bilhão apenas nos primeiros dias de julho), deputados avaliam que o êxito da reforma só foi possível por causa de Maia.

"Foi uma vitória do presidente da Câmara e não do Bolsonaro. O nome dele sequer foi lembrado", avaliou o petista José Guimarães. Para ele, que foi um dos 11 cearenses contra a medida, a aprovação da reforma com larga margem de votos consolida um novo bloco político-ideológico, "com o centrão dirigido pelo Rodrigo Maia".

O parlamentar, no entanto, ressalva que ainda faltam destaques importantes que podem modificar o texto final. "Não é uma vitória definitiva. Fizeram uma meia-sola, porque o ponto central era a capitalização", defende. Segundo Guimarães, os principais destaques tratam da regra de pensão, professores, policiais e pedágio para aposentadoria.

Também contrário à PEC, o deputado federal Capitão Wagner (Pros) afirma que "não há dúvida de que a atuação do Maia foi essencial para esse resultado" e que o colega de Parlamento "foi o principal articulador da reforma". De acordo com ele, o governo Bolsonaro "entrou como coadjuvante".

Cientista político da Faculdade Mackenzie, Rodrigo Prando concorda com os deputados. "É uma reforma que foi abraçada pelo Legislativo porque o Bolsonaro sempre foi estatizante e corporativista", analisa. "Na incapacidade de articulação do presidente", prossegue o especialista, "Maia sai como principal ator do processo". Prando acrescenta: "O poder não fica órfão. O resultado é uma resposta que o Maia dá".

Última atualização: 11/07/2019 às 09:53:40
 
Nota da Assessoria: O Sintaf não se responsabiliza pelo conteúdo e/ou opiniões emitidas nas notícias reproduzidas nesta área. As notícias aqui disponibilizadas são reprodução de temas de interesse veiculados na mídia.
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Comente

Comentários

Seja o primeiro a comentar. Basta clicar no botão acima.

Rua Agapito dos Santos, 300 - Centro
Fortaleza/Ce | CEP 60010250

www.igenio.com.br