Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras


Notícias

  06/06/2019   

Fórum Unificado dos Servidores delibera por “Dia D” em defesa da reposição salarial

 

Representantes do Fórum Unificado das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos Estaduais (Fuaspec) se reuniram na manhã desta quinta-feira (6/6), na sede da Fundação Sintaf, para avaliar a negociação com o governo do Estado e o ato em defesa da reposição salarial ocorridos no último dia 4. Na ocasião, foi deliberada a realização de um dia de luta pela reposição salarial dos servidores. O “Dia D” será em 27 de junho, a partir das 8h, no Palácio da Abolição.
 
Na avaliação dos presentes, o ato do último dia 4, no Palácio da Abolição, alcançou seus objetivos na medida em que mobilizou os servidores, sensibilizou a sociedade e provocou o governo a receber o Fórum. Ao mesmo tempo, os dirigentes sindicais criticaram a forma com que o secretário de Planejamento e Gestão, Mauro Filho, tentou rejeitar – mas não conseguiu – a análise financeira do Estado, feita pelo Fuaspec. “Os dados foram extraídos dos relatórios da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) de abril de 2019, publicados no Diário Oficial do Estado no último dia 30 de maio”, destacou o diretor de Organização do Sintaf, Lúcio Maia. 
 
Os representantes dos servidores enfatizaram ainda que a mobilização segue crescendo e precisa ser ainda maior no dia 27. “Por enquanto, o reajuste é zero até que façamos algo para mudar esse cenário”, destacou Dimas Oliveira, diretor do Sindagri.
 
“Como trazer mais servidores para a nossa luta? Como sensibilizar a sociedade?”, foram os questionamentos lançados por Jeruza Matos, diretora da ASNUT. O Fuaspec reforça que a reposição salarial é fundamental para garantir o poder de compra do trabalhador. Desde o primeiro governo Camilo Santana, os servidores estaduais já acumularam 20,64% de perdas salariais. “A situação é calamitosa. Os servidores não aguentam mais um ano de achatamento nos salários. O caminho é a rua”, conclamou Patrícia Facó, presidente do Sindagri.
 
Os servidores estaduais também se unirão a todos os trabalhadores na greve geral contra a reforma da Previdência, convocada para o próximo dia 14 de junho, por entenderem que a proposta do governo é um grande retrocesso e prejudica toda a classe trabalhadora.
 
Ao final dos debates, foi aprovada uma séria de estratégias para reforçar a mobilização das bases, convidando todos os servidores públicos estaduais para o ato do dia 27 de junho. “Uma guerra se vence com batalhas sucessivas”, lembrou Policarpo Leite, diretor da ASSEMPECE. “Chegou a hora do pessoal do whatsapp, que vive criticando o governo, largar o celular e ir pra rua”, destacou Henrique Barreira, diretor da Assecult. O diretor de Organização do Sintaf, Lúcio Maia, corrobora: “É hora de sair do virtual e ir para o real, fazendo seu protesto nas ruas”.
 
AGENDE-SE
 
Greve Geral contra a Reforma da Previdência
14 de junho de 2019
Concentração na Praça da Bandeira, no centro da cidade, a partir das 8h
 
Dia de Luta em Defesa da Reposição Salarial dos Servidores Estaduais
Dia 27 de junho de 2019
A partir das 8h, no Palácio da Abolição
 
 


Marcadores: Fuaspec Fórum dos Servidores reajuste
Fonte: Sintaf Ceará
Última atualização: 06/06/2019 às 15:38:53
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Comente

Comentários

Seja o primeiro a comentar. Basta clicar no botão acima.

Rua Agapito dos Santos, 300 - Centro
Fortaleza/Ce | CEP 60010250

www.igenio.com.br