Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras


Saiu na Imprensa

  11/01/2019   

Produção industrial cresce em 6 dos 15 locais avaliados em novembro ante outubro

A produção industrial cresceu em seis dos 15 locais pesquisados na passagem de outubro para novembro, segundo os dados da Pesquisa Industrial Mensal - Produção Física Regional, divulgados nesta sexta-feira, 11, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O Estado de São Paulo, maior parque industrial do País, registrou alta de 0,7% na produção da indústria em novembro ante outubro.

Na média de todo o País, a produção industrial nacional subiu 0,1% em novembro ante outubro. Regionalmente, os maiores aumentos foram em Pernambuco (1,4%), Paraná (1,1%) e Ceará (0,9%). Além de São Paulo, Minas Gerais (0,7%) e Rio Grande do Sul (0,4%) também tiveram resultados positivos.

Na contramão, os nove locais pesquisados pelo IBGE em que houve queda na produção industrial em novembro ante outubro foram Goiás (-6,2%), Amazonas (-3,5%), Rio de Janeiro (-2,2%), Pará (-1,3%), Bahia (-1,2%), Santa Catarina (-0,9%), Região Nordeste (-0,8%), Espírito Santo (-0,8%) e Mato Grosso (-0,4%).

Já na comparação de novembro de 2018 com igual mês de 2017, a produção industrial recuou em oito dos 15 locais pesquisados. Em relação a novembro de 2017, a produção caiu 0,9%. Tanto em 2018 quanto em 2017, novembro teve 20 dias úteis, informou o IBGE.

A indústria paulista teve desempenho pior do que a média, com queda de 3,4%. A indústria de Goiás (-14,2%) teve o pior desempenho, "pressionado, em grande parte, pelas quedas observadas nos setores de veículos automotores, reboques e carrocerias (automóveis), de coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis (álcool etílico), de produtos alimentícios (açúcar cristal e VHP) e de produtos farmoquímicos e farmacêuticos (medicamentos)".

Rio de Janeiro (-5,5%), Amazonas (-2,0%), Mato Grosso (-1,6%) e Região Nordeste (-1,3%), Minas Gerais (-0,6%) e Bahia (-0,3%) completaram o conjunto de locais com queda na produção na comparação de novembro de 2018 com igual mês de 2017.

Na contramão da indústria nacional, a produção no Rio Grande do Sul avançou 12,7% nessa base de comparação, com destaque para os segmentos de veículos automotores, reboques e carrocerias (automóveis, reboques e semirreboques, carrocerias para ônibus e autopeças), máquinas e equipamentos (tratores agrícolas e máquinas para colheita) e produtos de metal (construções pré-fabricadas de metal, revólveres e pistolas, espingardas de caça e artefatos de alumínio, ferro e aço para uso doméstico).

Também houve alta na produção no Pará (8,3%), com destaque para as indústrias extrativas (minérios de ferro em bruto ou beneficiados). Espírito Santo (4,1%), Santa Catarina (3,6%), Ceará (2,9%), Pernambuco (1,2%) e Paraná (0,3%) também registraram taxas positivas em novembro de 2018 ante igual mês de 2017, informou o IBGE.

Fonte: o povo
Última atualização: 11/01/2019 às 11:00:33
 
Nota da Assessoria: O Sintaf não se responsabiliza pelo conteúdo e/ou opiniões emitidas nas notícias reproduzidas nesta área. As notícias aqui disponibilizadas são reprodução de temas de interesse veiculados na mídia.
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras

Comente

Comentários

Seja o primeiro a comentar. Basta clicar no botão acima.

Rua Agapito dos Santos, 300 - Centro
Fortaleza/Ce | CEP 60010250

www.igenio.com.br