Mobilização: Servidores manifestam apreensão com ameaças à sua remuneração

106

Em mais um dia de mobilizações para a Assembleia Geral do próximo dia 18, os diretores do Sintaf percorreram, na manhã desta quarta-feira (9), as unidades das Sedes III e IV, a Cexat Caucaia e os postos fiscais do Pecém e Aeroporto. Além de buscarem informações sobre a incorporação do piso do PDF, os fazendários manifestaram grande preocupação com a ADI 5299 e com o parecer da Procuradoria-Geral do Estado (PGE) acerca do cálculo da média salarial do PDF para a aposentadoria.

“Os colegas não acham justo – e nós também não achamos – que após anos de trabalho eles venham a se aposentar com uma média pequena de produtividade”, relatou o diretor do Sintaf, Remo César, que realizou as visitas em conjunto com o diretor Carlos Brasil. “Muitos externaram, ainda, a sua apreensão com os desdobramentos da ADI 5299, e nós informamos que na Assembleia Geral do dia 18 a banca jurídica do Sintaf prestará todos os esclarecimentos sobre a nossa defesa”, completou.

Debater para encaminhar

O diretor de Organização do Sintaf, Lúcio Maia, percorreu várias unidades das sedes III e IV. Em sua fala, ele destacou que a pauta da AGE é extensa, porém importantíssima. “As discussões estavam represadas por conta da pandemia. Agora é preciso retomar a luta, senão teremos perdas”, alertou.

“Não bastassem as ameaças externas, ainda temos as internas. afirmou uma das servidoras, referindo-se à ADI 5299. “A ideia de que uma decisão judicial possa vir a reduzir 50% do meu salário tem me apavorado”, desabafou outra fazendária. “O Sintaf fará a contestação. Não iremos admitir redução salarial.”, enfatizou Lúcio.

Todos à Assembleia!

A Assembleia Geral do dia 18 de setembro terá início às 8h30, no Marina Park Hotel. Na oportunidade, os fazendários irão discutir e deliberar sobre a ADI 5299, a regulamentação do teto remuneratório, a incorporação do piso do PDF, o cálculo da média do PDF para aposentadoria, a regulamentação do Ponto de Gestão, a reestruturação da Sefaz e concurso público para todos os cargos da Secretaria.

“Precisamos de muita representatividade na Assembleia, para deliberarmos sobre os nossos pleitos. Somente com a nossa força conseguiremos conquistar cada um de nossos direitos”, convocou Lúcio Maia.

As mobilizações terão continuidade nesta quinta-feira (10).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here