Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras


27/08/2018

Fala Fisco - Nº 65 - Agosto de 2018 - Retrospectiva

Hora de reverter a Reforma Trabalhista

Apesar dos protestos realizados em todo o país, inclusive com greve geral, o Senado aprovou, em julho de 2017, a Reforma Trabalhista. O Projeto alterou mais de 100 pontos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), permitindo diversas mudanças nas relações de trabalho – sendo a pior delas a prevalência do acordado sobre o legislado nas negociações trabalhistas entre patrões e empregados. 
 
O Sintaf manifestou seu repúdio contra a Reforma Trabalhista e a terceirização ilimitada, participando de diversos atos, mobilizações e iniciativas nos âmbitos estadual e nacional. Como alerta, os dirigentes sindicais ressaltaram que as mudanças não atingirão apenas os trabalhadores da iniciativa privada, mas também afetarão duramente as relações de trabalho no serviço público.
 
Transcorrido um ano de sua aprovação, a Reforma Trabalhista não fez empregos aumentarem no país, precarizou várias atividades, reduziu postos de trabalho e levou a salários ainda mais baixos. Dessa forma, nenhum dos objetivos alegados pelo governo Temer para a alteração da legislação trabalhista se concretizou. Por esse motivo, especialistas sugerem que sejam feitos esforços para a aprovação, o quanto antes, das várias propostas que estão em tramitação no Congresso com o objetivo de reverter as regras impostas pela "reforma". Dentre elas está o Estatuto do Trabalho, que está no Senado e representa uma nova Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).
 
Última atualização: 01/10/2018 às 14:57:17
Versão para impressão Diminuir tamanho das letras Voltar Página inicial Aumentar tamanho das letras
 

Colunas

Versão em PDF

Edições Anteriores

Clique aqui para visualizar todas as edições do Fala Fisco
 

Rua Agapito dos Santos, 300 - Centro
Fortaleza/Ce | CEP 60010250

www.igenio.com.br