Governo da Argentina propõe novo imposto sobre grandes fortunas

75
O tributo deve recair sobre aproximadamente 12.000 argentinos que têm acima de 200 milhões de pesos (US$ 2,7 milhões) em patrimônio

O governo da Argentina enviou na sexta-feira, 28, um projeto de lei ao Congresso para taxar grandes fortunas. O objetivo é arrecadar 300 bilhões de pesos (cerca de 3,85 bilhões de dólares) por meio de um imposto extraordinário, que deve recair sobre aproximadamente 12.000 argentinos que têm acima de 200 milhões de pesos (2,7 milhões de dólares) em patrimônio.

O imposto seria aplicado apenas uma vez e foi apresentado pelo deputado Carlos Heller e pelo líder do partido governista Frente de Todos na Câmara, Máximo Kirchner, filho da ex-presidente e atual vice Cristina Kirchner.

Adicionalmente, contribuintes que estiverem dentro da faixa de cobrança e tiverem bens no exterior terão que pagar uma alíquota 50% maior, de acordo com a iniciativa do governo.

Em comunicado, o partido Frente de Todos informou que o valor arrecadado com o imposto será usado para “comprar equipamentos de saúde para enfrentar a pandemia, apoiar as pequenas e médias empresas com subsídios e créditos e desenvolver bairros populares com obras que empregam os moradores”.

Fonte: Exame

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here