Deputados contribuem para avanço das negociações sobre a média de PDF para aposentadoria

214

Após avanços e retrocessos na negociação em torno do novo cálculo da média de PDF para fins de aposentadoria, em decorrência da danosa reforma da previdência estadual de 2019, a Diretoria Colegiada do Sintaf – sempre em busca do diálogo e do entendimento – solicitou uma audiência com o presidente da Assembleia Legislativa do Ceará (AL-CE), deputado Evandro Leitão, e com o deputado federal Idilvan Alencar. A reunião aconteceu na tarde desta segunda-feira (21/2), na AL-CE.

Na ocasião, foram discutidos os diversos caminhos para solucionar as perdas com o novo cálculo da média de produtividade para a aposentadoria e atenuar alguns aspectos da reforma previdenciária. Os parlamentares – que sempre acompanharam de perto as demandas fazendárias – demonstraram preocupação diante do curto prazo para a resolução dos problemas: 30 de março deste ano, por força do calendário eleitoral.

Como desdobramento, o presidente Evandro Leitão e o deputado Idilvan Alencar se comprometeram a auxiliar os fazendários no processo de negociação, buscando contatos com o governador Camilo Santana e a secretária da Fazenda, Fernanda Pacobahyba. O objetivo é resolver, de imediato, o problema do cálculo da média de PDF. Outras formas de atenuar a reforma da previdência deverão ser tratadas após o período eleitoral.

Nesta terça-feira (22), o deputado Idilvan Alencar informou que a reunião com a Secretária da Fazenda aconteceu pela manhã, na AL-CE, quando foram debatidas as alternativas levantadas em conjunto com o Sindicato. Nova reunião acontecerá em breve, para debater os impactos financeiros, deliberar sobre as propostas e, ao final, encaminhar ao Governador Camilo Santana para aprovação.

O Sintaf continuará buscando, de todas as formas, defender os direitos, minimizar as perdas e garantir novas conquistas a toda a categoria fazendária.

2 COMENTÁRIOS

  1. Na verdade a inclusão dos novos colegas na proposta do VPNI, a meu ver, foi um tiro no pé. Pois o problema atual é de quem trabalhou mais de 35 anos , alguns caminhando para 36,37,etc…
    Os novos colegas terão quase meio século ( 40 anos no mínimo) para vivenciarem toda nossa trajetória de lutas.
    Mas vamos pra frente! Acredito que quem teu Deus na sua vida é capaz de superar tudo.

  2. Como sempre Fernanda iludindo a classe até os 45 do segundo tempo.
    Já deu pra essa mulher, até quando essa péssima gestão?

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here