Consumo de energia residencial sobe 7,34% no Ceará em 2020; confira dicas de economia

88

No ano passado, os meses de janeiro e outubro tiveram os maiores registros de consumo nas residências

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Em 2020, janeiro e outubro tiveram os maiores registros de consumo. Na comparação com o ano anterior, o mês de abril teve a maior alta, 20,01%.

Consumo fora de casa

Em contrapartida, comércio e indústria tiveram uma queda no consumo de energia, mostra a Epe.

Na comparação entre 2019 e 2020, o setor industrial consumiu 2.056.889 MWh e 1.830.248 MWh, respectivamente. Uma diminuição de 11,01%.

Já no comércio, o volume de consumo migrou de 1.979.199 MWh em 2019 para 1.731.248 MWh no ano passado.

Novos hábitos

O aumento do consumo residencial é resultado das mudanças ocasionadas pela pandemia, confirma o Sindicato das Indústrias de Energia e de Serviços do Setor Elétrico do Estado do Ceará (Sindienergia- CE). Para diminuir os impactos do custo no bolso do consumidor, o diretor do Sindienergia-CE, Maurício Gonçalves, dá algumas dicas.

“Trabalhar os hábitos de consumo, permanecer com equipamentos ligados só quando estiverem sendo utilizados. Lâmpadas ligadas somente no cômodo que está sendo ocupado, ventiladores, televisão ligados somente se tiver alguém utilizando. Procurar utilizar eletrodomésticos, como máquina de lavar e ferro de passar, de uma só vez”, diz.

A Enel Distribuição Ceará também indica mudanças nos hábitos domésticos.

“Medidas simples, como reduzir a temperatura do chuveiro, evitar usar o micro-ondas para descongelar alimentos e abrir a geladeira com menor frequência, podem impactar significativamente no valor da conta. Também é importante verificar as instalações internas da residência periodicamente, pois instalações antigas, com fios velhos ou muitas emendas, causam desperdício de energia e podem até causar incêndios”, recomenda a distribuidora.

Confira mais dicas da Enel para economizar energia:

  • Dê preferência para lâmpadas LED; elas consomem menos e duram até dez vezes mais.
  • Na hora de comprar eletrodomésticos, verifique se eles possuem o Selo Procel de Economia de Energia classe A, que são os campeões da economia.
  • Não ligue muitos aparelhos na mesma tomada com o uso de T’s, pois isso pode provocar aquecimento nos fios, causando desperdício de energia e até mesmo acidentes graves.
  • Desligue o ventilador e/ou umidificador sempre que deixar o ambiente.

Ar-condicionado

  • Escolha modelos mais econômicos, com selo Procel e classificação A.
  • Evite entrada de sol no ambiente refrigerado e instale o aparelho em local com boa circulação de ar.
  • Ajuste a temperatura para em torno de 23°C. As temperaturas mais baixas podem não ser alcançadas e fazer o aparelho trabalhar o tempo todo em potência máxima.
  • Mantenha os filtros de ar limpos.
  • Compre o equipamento com potência adequada ao tamanho do ambiente onde pretende instalá-lo.
  • Um aparelho do tipo Split, com potência entre 10.000 e 15.000 BTU’s, usado 8 horas por dia, consome em média 194 kWh no mês, que pode corresponder a mais de R$ 150 na conta de energia.

Geladeiras, freezers, adegas e cervejeiras

  • Faça revisões periódicas, com profissionais capacitados, das borrachas de isolamento das portas e sensores de temperatura, para evitar consumo excessivo.
  • Evite abrir os equipamentos com frequência, pois o ar quente exige mais energia para resfriar e atingir novamente a temperatura ajustada.
  • Não utilize a parte de trás para secar objetos.
  • Degele e limpe a geladeira com frequência.
  • Não forre as prateleiras, isso dificulta a circulação interna do ar.
  • Instale o aparelho em um local bem ventilado, longe do fogão, aquecedor e áreas expostas ao sol.

Chuveiro elétrico

  • Feche a torneira para se ensaboar.
  • Tome banhos rápidos e, se possível, com a chave de temperatura na posição “verão”, o que pode reduzir o consumo em até 30%.
  • Compre sempre chuveiros de menor potência (2 a 6 kW), que são eficientes e consomem menos.
  • Limpe com frequência os orifícios de saída de água. Se não estiverem limpos, haverá menos água e o chuveiro terá que ficar mais tempo ligado.

Diário do Nordeste

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here