Confira a revista com o balanço da gestão 2018-2021

20

Travessia é passagem. É atravessar de um ponto a outro. Neste percurso, alguns podem caminhar desavisados, alheios ao que acontece ao seu redor. Mas este não é o caso do Sindicato dos Fazendários do Ceará (Sintaf). Uma entidade comprometida, que dá continuidade às lutas, como o nosso Sindicato, caminha sempre a passos firmes, sabendo aonde quer chegar. É preciso união, garra, conhecimento, estratégia e visão de futuro. A travessia nem sempre é fácil, mas o objetivo em comum se traduz no esforço de construir os melhores resultados possíveis para todos.

A travessia ainda não acabou. A atual pandemia traz para nós desafios diários. Dos três anos de seu mandato, a gestão “Unidos para conquistar” enfrentou 15 meses da pandemia do novo coronavírus, com o registro de perdas irreparáveis. Nesse período, o Sindicato trabalhou diuturnamente pela categoria fazendária, mantendo seu corpo funcional em teletrabalho, quando recomendado pelas autoridades sanitárias, e em trabalho presencial, quando possível. A cada momento, descobrimos novas formas de atuar em benefício da categoria fazendária.

O resultado não poderia ser diferente: a gestão 2018-2021 chega ao fim com novas conquistas para todos os fazendários, sejam eles ativos, aposentados ou pensionistas. O destaque é para a regulamentação e efetivação financeira do teto remuneratório, que beneficia o conjunto dos servidores estaduais, conforme prevê a Constituição Federal, e para a incorporação de 62% do piso do Prêmio por Desempenho Fiscal (PDF), que reduz o risco de perdas salariais, diante de questionamentos jurídicos sobre a sua remuneração.

A gestão abraçou grandes lutas contra as reformas que prejudicam a classe trabalhadora e os serviços públicos; buscou garantir melhores condições de trabalho para todos os fazendários, inclusive com ação junto ao Ministério Público do Trabalho; participou das campanhas salariais dos servidores públicos estaduais; aprofundou-se em temas de interesse da categoria, como a reforma da previdência; visitou por diversas vezes as unidades fazendárias, esclarecendo e mobilizando os colegas; desenvolveu campanhas de valorização do fazendário e do servidor público; encampou greves e respeitou todas as decisões da categoria, em Assembleia Geral.

O Sintaf muda de gestão, mas a travessia continua, rumo a uma Secretaria da Fazenda autônoma e uma carreira forte, com remuneração digna e servidores valorizados.

Confira a revista com o Balanço da gestão 2018-2021

Retrospectiva 2018-2021

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here