Com alta no desemprego e inflação, consumo das famílias brasileiras em 2020 é o menor em 24 anos

68

Esse representa o pior cenário registrado desde o início do monitoramento em 1996 e está associada à taxas expressivas de desemprego e cenário de incerteza política e econômica

Como reflexo do índice recorde de desemprego, da incerteza política e econômica agravadas pela pandemia de Covid-19 e da inflação elevada, as famílias brasileiras tiveram uma redução significativa no poder de consumo, com queda de 5,5% em 2020. Esse foi o menor índice registrado em 24 anos.

A informação foi divulgada nesta quarta-feira, 3, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e representa o pior cenário registrado desde o início do monitoramento em 1996. Após três anos de crescimento anual de 2%, a queda no consumo dos lares brasileiros em 2020 superou os índices negativos registrados em 2017 e 2018, quando os cidadão retraíram os gastos em 3,2% e 3,8% respectivamente.

O resultado é acompanhado pela mais grave retração no Produto Interno Bruto (PIB) brasiliero, que despencou 4,1% em 2020, após três anos de crescimento anual médio de 1%. Frente ao cenário de quedas históricas, no âmbito federal, o consumo por parte do governo também apresentou uma redução significativa de 4,7% após dois anos de elevação.

Com informações do jornal O Povo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here