Centrais sindicais querem entrar na reforma tributária com taxação de ricos

36

CUT, UGT é Força se reúnem nesta quarta-feira (12)

Movimento sindical

As centrais sindicais resolveram se unir para opinar no debate da reforma tributária com uma proposta própria, cuja principal bandeira será a tributação dos super ricos. As discussões começam a ser costuradas nesta quarta (12) entre Ricardo Patah, presidente da UGT (União Geral dos Trabalhadores), Miguel Torres, da Força Sindical, e Sérgio Nobre, da CUT. A ideia, segundo Patah, é pressionar para manter o tema da desigualdade social na pauta.

Eco

Difícil é conseguir interlocução com o Executivo, segundo as centrais. Por enquanto, os alvos da tentativa de diálogo são Guilherme Afif, assessor do Ministério da Economia, e os secretários de Trabalho Bruno Dalcomo e Bruno Bianco. No Congresso há mais chances de retorno.

Polos

“A proposta do governo mostra que quem ganha menos vai continuar pagando mais, e quem tem muito vai pagar cada vez menos. A ideia é fazer uma proposta que comece com salários altos”, afirma Torres. “Nosso mote será taxar as grandes fortunas para combater a chaga nacional da desigualdade”, diz Patah.

Fonte: Folha de São Paulo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here