Ceará mantém redução de indicadores e segue com as mesmas restrições

26

| Covid-19 | Estado soma 892.698 casos e 22.747 mortes pela doença. Taxa de ocupação de UTIs é de 69,86%

O Ceará continua apresentando redução sustentada nos indicadores da Covid-19 após o recrudescimento da doença observado nos primeiros meses de 2021. O Estado registra 892.698 casos e 22.747 mortes em decorrência da doença. Assim como os registros de novos casos e óbitos diários, as taxas de internação hospitalar têm reduzido. Diante desse cenário, o Ceará continua com as mesmas medidas restritivas da última semana. Decreto Estadual publicado no dia 26 de junho segue em vigor até 11 de julho, próximo domingo.

Dados de casos e óbitos são do IntegraSUS, plataforma da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), atualizada às 10h09 desse domingo, 4. Foram registrados 731 casos e três óbitos em decorrência da infecção em relação à última atualização desse sábado, 3. Ainda de acordo com a plataforma, nenhum dos óbitos inseridos ocorreu nas 24 horas antes da atualização. Devido ao atraso que ocorre para que mortes mais recentes entrem no sistema, porém, vítimas da Covid-19 que faleceram no mesmo período podem ser registradas posteriormente.

Há 626.014 pessoas recuperadas da doença e 71.253 com suspeita de infecção aguardando resultado de exames já realizados. A taxa de letalidade — proporção de mortes entre os casos confirmados — é de 2,5%. Já foram realizados 2.401.009 exames para detecção do coronavírus no Estado até o momento.

Segundo o IntegraSUS, 69,86% das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) destinadas a pacientes com a infecção estão ocupadas. No caso das enfermarias, a taxa é de 39,12%. Nos últimos dias, esses indicadores vêm apresentando os menores índices desde janeiro deste ano.

Apesar da redução, ainda há 52 pacientes com a doença cadastrados na Regulação Estadual à espera de leito hospitalar. Desse total, 14 aguardam por transferência para UTI e 38 esperam por uma enfermaria. A atualização da fila foi feita às 13h07min desse domingo.

Ao passo em que os indicadores epidemiológicos caem, a vacinação contra a Covid-19 avança. Contudo, na última semana, pelo menos 22 municípios do Estado chegaram a ficar sem estoque ou prestes a finalizar todas as vacinas disponíveis para primeira dose (D1). Isso aconteceu porque o Ceará ficou alguns dias sem receber novas remessas para D1.

Até a última quinta-feira, 1º, 1.185.850 cearenses completaram a imunização contra a Covid-19. Ou seja, receberam duas doses de AstraZeneca, de Pfizer ou dose única da Janssen. A quantidade equivale a 12,90% da população, de um total de 9,1 milhões de pessoas que residem no Estado.

Em relação à D1, 3,2 milhões de pessoas receberam a vacina, contabilizando 35,69% da população. O Ceará aplicou o total de 4,4 milhões de doses da vacina contra a doença em quase seis meses da campanha de imunização. (Colaboraram Mirla Nobre e Miguel Araújo/Especial para O POVO)

Fonte: O Povo – Economia

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here