Caminhoneiros classificam nova proposta do Governo para o ICMS como “solução tabajara”

21
A Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores (Abrava) alegou que a nova proposta do Governo Federal para o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) seria uma “solução tabajara”. O texto da medida, que foi divulgado nesta segunda-feira (6), determina um teto para o imposto sobre os combustíveis e a isenção dos tributos federais sobre o produto.
Foto: Reprodução/ Isadora Neumann

De acordo com uma nota divulgada à imprensa pelo presidente da associação, Wallace Landim, conhecido como Chorão, a retirada do tributo dos combustíveis não ameniza as dificuldades dos transportadores rodoviários.

“A isenção do Programa de Integração Social (PIS), da Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e da Contribuições de Intervenção no Domínio Econômico (Cide) representam 6% na composição do preço do diesel, não refresca em nada a vida do caminhoneiro, e não resolve a inflação que está matando o povo mais pobre de fome”, explica.

Ainda em sua declaração, Chorão alegou que a medida é paliativa, pois  não enfrenta o aumento do preço dos combustíveis e poderia acarretar um novo aumento no valor do diesel.

A Associação não descartou a possibilidade de realizar uma nova paralisação para conter a aprovação da proposta, que ainda precisa ser aprovada em dois turnos, na Câmara e no Senado.

O Estado do Ceará

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here