950 vias de Fortaleza devem ganhar pisos intertravados até dezembro

116

Doutora em Engenharia Civil e professora da Universidade Federal do Ceará, Carla Beatriz, explica que pavimento deste tipo permite uma manutenção mais rápida e fácil

A implementação de pisos intertravados, por meio do Programa de Infraestrutura em Educação e Saneamento de Fortaleza (Proinfra) tem sido uma das ações da Prefeitura de Fortaleza para urbanização. Avenidas Beira-Mar, Desembargador Moreira e Vicente de Castro passaram pelo processo e receberam a nova pavimentação. O Proinfra urbanizou mais de 300 novas ruas em Fortaleza com a pavimentação. A gestão municipal pretende urbanizar 950 ruas pelo programa até dezembro de 2023.

O secretário da Infraestrutura de Fortaleza, Samuel Dias, explicou as características da pavimentação para a urbanização da Cidade. “O que escutamos dos moradores [após a finalização da obra] é que houve resgate da dignidade e da valorização dos imóveis na região, após a reforma. As histórias vão desde o cadeirante que finalmente conseguiu circular com maior facilidade no bairro, até uma senhora que comemorou que agora poderia finalmente andar de salto alto na sua rua”, diz.

Doutora em Engenharia Civil e professora da Universidade Federal do Ceará, Carla Beatriz explica que as vias e calçamentos precisam ser construídas para atender ao uso das pessoas e dos veículos. “A utilização desse tipo de pavimento é muito funcional quando você tem um elevado tráfego de pedestres. Nesse caso, também é preciso que seja uma via com uma velocidade mais baixa, porque tem muitos pedestres e a ideia sempre é preservar a vida humana.”

Outro aspecto importante nesse caso de via, com pavimentos intertravados é porque esse tipo de construção pode proporcionar uma maior infiltração de água, e isso pode ser bom por exemplo para drenagem urbana. “Apesar de parecer, para alguns, um pavimento inadequado, ele permite uma manutenção mais rápida e fácil do que outros tipos de pavimentos como o revestimento asfáltico, que tem matéria-prima mais cara e as vezes mais difícil de se encontrar”, comenta a professora.

Benefícios do piso intertravado

O secretário da Infraestrutura de Fortaleza lista as características positivas da implementação deste tipo de pavimentação: “O piso intertravado esquenta menos em comparação ao asfalto; durante o turno da noite há um aproveitamento melhor da iluminação urbana, porque ele reflete melhor a luz.”

“Outra característica positiva é que esse tipo de material resiste melhor ao acúmulo de água, pois é considerado parcialmente drenante, e não é dissolvido pela água como o asfalto. Por fim, o piso tem uma manutenção mais simples porque pode ser reaproveitado no mesmo local em processos de manutenção da infraestrutura que existe embaixo do pavimento”, detalha Samuel Dias.

O gestor também afirma que economicamente os pisos são mais rentáveis. “A pavimentação asfáltica é mais rápida de ser feita, mas no momento de crise econômica, o piso intertravado apresenta um custo mais estável e pode gerar mais empregos, já que essa pavimentação demanda maior trabalho manual.”

Bom Jardim

Apesar dos problemas registrados, moradores e comerciantes do Grande Bom Jardim deram declarações positivas sobre a reforma do pavimento e das calçadas no local. A pavimentação foi reformada no ano de 2019.

Para Ruy Gusmão, morador do entorno da rua Maria Júlia (rua do Comércio) foi uma melhoria considerável em relação ao que era antes. “Em relação a estrutura, eu não vejo muita mudança, mas houve valorização do comércio e dos imóveis depois da implementação dos pisos. Também houve melhoras em relação às calçadas, que eram bastante irregulares e desniveladas. O acesso melhorou para pessoas com deficiência, que antes era bem dificultoso, através da reforma pavimentação com pisos intertravados”.

O comerciante local, Antônio Gouveia, também aprovou a reforma tempos depois de sua conclusão: “A finalização dessa obra foi boa. As calçadas ficaram planas, todas do mesmo tamanho, e com os pisos novos. As pessoas só acham ruim porque as calçadas estão maiores e não tem muito lugar para estacionar veículos”.

De acordo com Ronald Albuquerque, comerciante local e bombeiro civil, depois da finalização da obra, com a construção de uma calçada linear e pavimentação nova. “Houve uma ampliação do trânsito para mais públicos, como cadeirantes e pessoas com deficiência visual, já que a estrutura também possui piso tátil”.

“Em relação aos alagamentos, aqui não tem mais esse tipo de constrangimento. É claro que a obra tem alguns erros. Quando chove há alguns pontos que chegam a concentrar uma determinada quantidade de água, mas quando cessa a chuva, o alagamento passa de maneira rápida. A questão é levantar um pouco mais o piso ou fazer uma distribuição melhor para a recepção dessas águas. Também há pouco espaço para estacionar carro depois da reforma”, disse.

Mesmo com elogios, a obra desagradou alguns moradores. Uma fonte ouvida pela reportagem desmontou insatisfação com a proposta de urbanização por parte da Prefeitura. “Deixaram o alicerce das casas quase exposto, porque cavaram muito para construir essa pavimentação e essas calçadas. Em relação ao período de chuva, ainda é complicado. Pois quando chove ainda há ruas alagadas. Antigamente a água descia normal”, disse.

Lista de locais que receberão obras de urbanização da Proinfra
Além de uma nova pavimentação, o Programa de Infraestrutura em Educação e Saneamento de Fortaleza (Proinfra) pretende levar drenagem, esgotamento sanitário e novas calçadas a diversas localidades precárias da cidade. Confira a lista de lugares que serão beneficiados pelo programa até dezembro de 2023.

1 – Ruas do Barroso e comunidade Jardim Glória – Barroso
Total de vias: 139
Vias em intertravado: 119
população beneficiada: 13.939 pessoas

2 – Comunidade Unidos Venceremos – Barroso
Total de vias: 17
Vias em intertravado: 15
população beneficiada: 904 pessoas

3 – Mondubim
Total de vias: 70
Vias em intertravado: 56
população beneficiada: 10.032 pessoas

4 – Canindezinho
Total de vias: 65
Vias em intertravado: 46
população beneficiada: 8.202 pessoas

5 – Genibaú II
Total de vias: 58
Vias em intertravado: 36
população beneficiada: 4.845 pessoas

6 – Genibaú I
Total de vias: 11
Vias em intertravado: 7
população beneficiada: 1.077 pessoas

7 – Granja Lisboa I
Total de vias: 25
Vias em intertravado: 11
população beneficiada: 12.596 pessoas

8 – Granja Lisboa II
Total de vias: 43
Vias em intertravado: 10
população beneficiada: 10.658 pessoas

9 – Comunidade 7 de setembro – Siqueira
Total de vias: 22
Vias em intertravado: 16
população beneficiada: 1.723 pessoas

10 – Ruas do Marrocos – Siqueira
Total de vias: 50
Vias em intertravado: 40
população beneficiada: 7.213 pessoas

11 – Presidente Vargas
Total de vias: 48
Vias em intertravado: 36
população beneficiada: 13.027 pessoas

12 – Av. Cônego de Castro – Presidente Vargas
Total de vias: 1
população beneficiada: 2.907 pessoas

13 – Ruas do Aracapé
Total de vias: 6
Vias em intertravado: 5
população beneficiada: 646 pessoas

14 – Comunidade Portelinha – Planalto Ayrton Sena
Total de vias: 17
Vias em intertravado: 15
população beneficiada: 1.292 pessoas

15 – Palmeiras II – Conjunto Palmeiras
Total de vias: 58
Vias em intertravado: 43
população beneficiada: 12.000 pessoas

16 – Ruas do Maria Tomásia, Sítio São João e Jagatá – Jangurussu
Total de vias: 84
Vias em intertravado: 35
população beneficiada: 15.000 pessoas

17 – Santa Fé – Ancuri
Total de vias: 80
Vias em intertravado: 64
população beneficiada: 9.474 pessoas

18 – Ruas do Alto Alegre – São Bento
Total de vias: 54
Vias em intertravado: 28
população beneficiada: 4.306 pessoas

19 – Ruas do Renascer – São Bento
Total de vias: 46
Vias em intertravado: 26
população beneficiada: 2.907 pessoas

20 – São Miguel – Curió
Total de vias: 46
Vias em intertravado: 34
população beneficiada: 9.905 pessoas

21 – Comunidade 3 de junho – Barroso
Total de vias: 19
Vias em intertravado: 15
população beneficiada: 1.077 pessoas

22 – Expedicionários II – Dendê
Total de vias: 20
Vias em intertravado: 12
população beneficiada: 3.230 pessoas

23 – Av. Júlio Jorge Vieira – Cidade dos funcionários
Total de vias: 6
Vias em intertravado: 5
população beneficiada: 234 pessoas

24 – Caça e Pesca
Total de vias: 16
Vias em intertravado: 16
população beneficiada: 6.027 pessoas

25 – Pedras
Total de vias: 34
Vias em intertravado: 25
população beneficiada: 6.137 pessoas

Fonte: O Povo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here