600 mil caem na malha fina da Receita Federal

133

Ao menos 600 mil declarações do Imposto de Renda entregues em 2021 estão na malha fina, segundo dados da Receita Federal. O número chega a 1 milhão quando considerado o total de documentos na malha de anos anteriores, que soma 400 mil.

As declarações vão para a malha fina do IR por erros cometidos pelos contribuintes. Dentre as principais falhas estão omissão de rendimentos do titular ou de seus dependentes, erros ao informar gastos com saúde ou a inclusão de dependentes que não atendem as regras do fisco, entre outros.

Para receber a restituição, o contribuinte precisa corrigir o erro, enviando uma declaração retificadora. Antes, porém, precisa saber o fez o documento ficar retido. Essa informação é obtida no Portal e-CAC, que é o Centro de Atendimento Virtual da Receita Federal.

É preciso ter código de acesso e senha para entrar no sistema. A criação do código e da senha é feita com os números de recibos das declarações de 2021 e 2020. Também é possível entrar no e-CAC utilizando a senha do sistema gov.br.
Após acessar o centro virtual, o contribuinte deve ir em “Serviços em Destaque”, acima, do lado esquerdo da tela, e clicar em “Meu Imposto de Renda (Extrato do DIRPF)”.

As declarações de cada ano aparecem em uma barra azul, acima. O contribuinte pode clicar na de 2021. No entanto, também é possível saber qual foi o erro ao acessar “Pendências de Malha”, em “Processamento”.
Em “Processamento”, há informações detalhadas sobre o IR no link “Extrato de Processamento”. É preciso clicar no ano em se quer conferir os dados. Ao abrir o resumo da declaração, estará indicado o motivo que levou o contribuinte à malha fina.

Fonte: O Estado CE

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here