52% da população de Fortaleza completou esquema vacinal

18
| Covid-19 |No Estado, a taxa é menor, com 45,5% da população completamente imunizada. Hoje, 32 mil pessoas estão agendadas para D2 e D3 na Capital

Em Fortaleza, 52,8% da população residente está completamente imunizada contra a Covid-19. O que se refere a pessoas que receberam duas doses de AstraZeneca, CoronaVac, Pfizer ou dose única da Janssen. Conforme balanço da Prefeitura de Fortaleza, até essa terça-feira, 12, 1.401.937 pessoas receberam duas doses e 27.804 a dose única.

Das pessoas que residem na Capital, 2.005.865 receberam pelo menos a primeira dose (D1). Essa quantidade corresponde a 74,1% da população do município. A 3ª dose também está sendo aplicada, foram 60.328 beneficiados, segundo o Vacinômetro.

Cálculo é feito a partir de estimativa populacional do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para o ano 2021, segundo a qual 2.703.391 cidadãos residem na capital cearense.

Hoje, 14, estão agendadas 32 mil pessoas para a imunização. Sendo 25.786 pessoas para aplicação da segunda dose de Pfizer e de CoronaVac. Também há agendamento para a 3ª dose de 3.688 idosos e de 3.096 trabalhadores da saúde, segundo a Prefeitura.

A Prefeitura de Fortaleza continuará atendendo hoje os fortalezenses que faltaram ao seu agendamento anterior da segunda dose (D2) da AstraZeneca, Pfizer ou Coronavac, conforme a oferta dos locais de atendimento. No caso da Pfizer e Coronavac, as pessoas que chegaram à data limite da segunda dose indicada no cartão de vacinação também podem ir diretamente aos locais que ofertam os dois tipos de imunizantes.

Segundo a SMS, aqueles que receberam a primeira dose da AstraZeneca e chegaram à data limite para D2, e não foram agendados anteriormente, devem aguardar seu agendamento que se dará conforme a chegada de novos lotes da vacina, que são enviados pelo Ministério da Saúde (MS).

Até a última sexta-feira, 8, cerca de 5 mil idosos com mais de 70 anos que receberam a D2 há seis meses ainda não haviam sido agendados para a terceira dose. Em reunião com Membros do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) e do Ministério Público do Trabalho (MPT), Secretaria Municipal da Saúde (SMS) se comprometeu a priorizar a dose de reforço dos idosos.

Principalmente devido ao grande absenteísmo para a imunização de reforço nessa faixa etária, foram discutidas estratégias para ampliar a vacinação.

No Estado, o percentual de pessoas que já concluíram primeiro ciclo vacinal é menor em comparação à Capital: 45,5%. Destes, 4 milhões receberam duas doses do imunizante e 164, 5 mil a dose única, conforme o Vacinômetro, da Secretaria Estadual da Saúde (Sesa), atualizado às 17 horas dessa terça.

Em relação pelo menos à primeira dose (D1), mais de 6 milhões de pessoas receberam a vacina, contabilizando 68,5% da população cearense. Já são 82.561 cearenses que receberam a terceira do imunobiológico contra a Covid-19. Destes, 81.074 se referem a dose de reforço de idosos e profissionais da saúde e 1.487 a doses adicionais, no caso de pessoas com imunossupressão.

Segundo balanço, já foram aplicadas mais de 10 milhões de doses ao todo desde o dia 18 de janeiro, quando a vacinação contra a doença teve início no Estado. Ministério da Saúde já enviou mais de 13 milhões de doses. Das quais mais de 12 milhões já foram distribuídas aos municípios cearenses.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here